Márquez faz GP de Aragão previsível e vai para Tailândia a um passo do título

Marc Márquez entregou o que todo mundo esperava e venceu com facilidade o GP de Aragão. Agora com 98 pontos de frente, o titular da Honda pode fechar a disputa pelo título da MotoGP já na Tailândia


Marc Márquez estrelou um roteiro previsível no GP de Aragão deste domingo (22). Tradicionalmente dominante em circuitos anti-horários, o espanhol de Cervera apresentou suas credenciais ainda na sexta-feira, quando cravou 1min46s869, a melhor volta do fim de semana da MotoGP. De lá para cá, o #93 não fugiu do itinerário: fez a pole ― 1min47s009 ―, venceu com vantagem e ainda anotou a melhor volta da corrida em Alcañiz ― 1min48s330.
 
Ainda que Andrea Dovizioso tenha feita uma corrida e tanto ― saindo de décimo para receber a bandeirada em segundo ―, Márquez deixa a Europa rumo ao Sudeste Asiático ainda mais líder, já que elevou a vantagem na tabela de 93 para 98 pontos.
 
Assim, a situação é bastante clara: se aumentar apenas mais dois pontos em sua margem para o rival da Ducati, o espanhol garante sua sexta placa na Torre dos Campeões da MotoGP já em Buriram, uma vez que, mesmo com 100 pontos ainda em disputa, Dovizioso não teria como passar à frente pelo critério de desempate ― o número de vitórias. 
 
Marc Márquez venceu fácil em Aragão (Foto: Red Bull Content Pool)
Paddockast #34
O GRID DOS SONHOS DO ESPORTE A MOTOR

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Em uma temporada próxima da impecável, já que esteve fora do top-2 uma única vez ― no inesperado abandono no GP das Américas ―, o título de Márquez é uma questão de tempo. E Márquez não esconde que prefere fechar a conta o antes possível.
 
“Na Tailândia, temos a primeira bola do título e queremos aproveitá-la”, disse Márquez. “Quanto antes ganharmos, melhor”, frisou.
 
No calendário do Mundial de Motovelocidade desde o ano passado, a pista de Chang está longe de ser um palco tradicional do certame, mas os asiáticos são apaixonados pela MotoGP e a expectativa é de casa lotada para a corrida do próximo dia 6.
 
“Seria bonito, um novo lugar para comemorar o Mundial”, comentou Marc. “Quero terminar o quanto antes, mas sem ser louco. Se não conseguir na Tailândia, não deu. A Honda ficará feliz se pudermos comemorar no Japão”, lembrou.
 
Na corrida do MotorLand, o #93 certamente alegrou a escuderia da asa dourada. Saindo da pole, Marc largou bem e se afastou logo de cara, abrindo mais de 1s de vantagem já na primeira volta. A partir daí, ninguém mais teve chances.
 
A prova, porém, foi um pouco diferente do esperado, já que a Yamaha era apontada como a rival mais forte, especialmente com Fabio Quartararo e Maverick Viñales. Ainda assim, foram as Ducati de Dovizioso e Jack Miller que ajudaram a compor o pódio.
 
“As coisas saíram de forma perfeita e conseguimos uma grande vitória”, celebrou o #93. “Achava que as Yamaha seriam melhores, mas quando vi que usaram pneus duros… Para mim, era a pior opção”, opinou.
 
“Tinha uma estratégia clara: não dar a opção de me seguirem. E a largada foi perfeita. Hoje tudo correu bem. A corrida dos sonhos”, resumiu. “Fiz uma corrida calma e tranquila, apesar do risco”, seguiu.
 
Assim como fez nos outros dias, Marc ressaltou que tinha em mente o desfecho da corrida em Austin e, por isso, foi cauteloso para não repetir o erro.
 
“Tinha a clara experiência de Austin. Dá na mesma ganhar por 1s ou 12s”, reconheceu. “Tentei manter a calma e sem querer exagerar”, explicou.
 
Muito embora Dovizioso esteja em uma temporada mais apagada do que as últimas duas, Márquez está preparado para ver o #4 dificultar ― ou pelo menos adiar ― a conquista do hexacampeonato.
 
“No ano passado, brigamos pela vitória na Tailândia até a última volta”, lembrou. “Dovizioso trabalha na sombra. Parecia que aqui sofria e ele já admitiu. Está discreto nos últimos finais de semana, mas quando chega o domingo, está lá”, falou. 
 
“Certamente vai dificultar. Ele resiste, não se rende. Vai tentar atrasar o título”, garantiu. “Nós tentaremos conseguir o 100%”, avisou.

#GALERIA(9921)
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar