MotoGP

Márquez passa ileso em prova de muitas quedas em Le Mans e vence a terceira de 2018. Petrucci e Rossi completam pódio

Marc Márquez escapou ileso de uma prova que teve quedas de Andrea Iannone, Andrea Dovizioso e Johann Zarco e disparou na ponta após tirar Jorge Lorenzo do caminho para vencer a terceira seguida em 2018. Danilo Petrucci ainda tentou caçar o #93, mas acabou em segundo, com Valentino Rossi apresentando um ritmo forte para garantir o último posto do pódio
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo

Vai ser mesmo difícil parar Marc Márquez em 2018. Depois de mostrar um ritmo fortíssimo no warm-up desta manhã, o #93 foi o único a apostar no pneu traseiro duro neste domingo (20) e fez uma prova irrepreensível para alcançar seu terceiro triunfo consecutivo na temporada da MotoGP.
 
No instante em que as luzes se apagaram no circuito Bugatti, as 105.203 pessoas que lotaram as arquibancadas testemunharam uma largada espetacular de Jorge Lorenzo, que tomou a ponta, enquanto o pole Johann Zarco ficou um pouco para trás. Já na segunda curva, porém, o francês partiu para cima com uma bela e agressiva manobra para tomar o segundo posto.
 
Sem demora, o #5 passou a pressionar Lorenzo, mas um erro na La Chapelle facilitou a passagem de Andrea Dovizioso. Na quarta volta, o #4 tomou a ponta do companheiro de equipe, mas, metros depois, caiu sozinho na mesma sexta curva, dando adeus à disputa.
Marc Márquez foi certeiro em Le Mans neste domingo (Foto: michelin)
Líder do Mundial, Márquez fez um início de prova cauteloso, mas logo passou ao ataque. Zarco foi o primeiro alvo, mas facilitou a vida do piloto de Cervera com uma queda na na Garage Vert, a oitava curva de Le Mans, dando adeus ao sonho de vencer em casa. 
 
O titular da Honda seguiu, então, em busca de Lorenzo, que não resistiu por muito tempo. A partir daí, Marc impôs seu ritmo e disparou na liderança para receber a bandeirada com 2s310 de margem.
 
Com um par de pneus macios, Lorenzo se tornou um alvo fácil, sofrendo seguidas ultrapassagens. Danilo Petrucci tomou para si o segundo posto e ainda tentou acompanhar Marc, mas acabou mesmo isolado.
 
Depois de um sábado bem ruim, Valentino Rossi apareceu com um ritmo melhor neste domingo e se colocou no terceiro posto, se isolando pouco depois. Jack Miller também acabou sozinho em sexto, com Dani Pedrosa aproveitando as voltas finais na pista francesa para tomar a quinta colocação de Lorenzo.
 
Apagadinho de tudo neste domingo em Le Mans, Maverick Viñales ficou só em sétimo, mas de 13s atrás do #99. 

Depois de passar a noite em observação no hospital por conta do forte tombo que sofreu na classificação, Cal Crutchlow fez uma boa corrida e, com um ritmo forte nas voltas finais, bateu Aleix Espargaró pelo nono posto. 
 
Álex Rins teve um fim de semana discreto e ficou em décimo, seguido por Hafizh Syahrin, o melhor entre os novatos. Franco Morbidelli completa o top-13.

A vitória absoluta de Marc Márquez aumentou ainda mais sua liderança na classificação. Agora, o espanhol sustenta 98 pontos com uma vantagem de 36 para o segundo colocado Maverick Viñales. Johann Zarco, Valentino Rossi e Danilo Petrucci aparecem em seguida. Com a queda, Andrea Dovizioso foi para apenas nono.
 
Saiba como foi o GP da França da MotoGP:
 
Com mais um dia de sol no Condado de Maine, a MotoGP encontrou ótimas condições para a corrida deste domingo. Às vésperas da largada, os termômetros marcavam 23°C, com o asfalto chegando a 44°C. 
 
Correndo em casa, Zarco conseguia pole em Le Mans, se tornando o primeiro francês a sair na ponta do GP da França na classe rainha desde Christian Sarron em Paul Ricard em 1988. É, também, a nona vez seguida que Johann inicia uma corrida da MotoGP na primeira fila e a quarta vez no ano em que o #5 é o melhor representante da Yamaha no grid.
 
Igualando sua melhor posição de largada no ano ― registrada no Catar ―, Marc Márquez tinha o segundo posto, à frente de Danilo Petrucci e Andrea Iannone. Assim, o grid francês conta com quatro marcas diferentes no top-4 do grid, o que não acontecia desde a prova de Valência do ano passado.
 
Andrea Dovizioso aparece na sequência, à frente de Jorge Lorenzo e Jack Miller. Vencedor do GP da França do ano passado, Maverick Viñales vinha apenas em oitavo, seguido por Valentino Rossi, que tem seu pior grid em Le Mans desde o nono posto de 2011, com a Ducati.
 
Assim que a largada foi autorizada, Lorenzo logo tratou de pular para a ponta do pelotão. Zarco surgia em segundo e Dovizioso em terceiro. Já Márquez fez saída ruim para cair no pelotão, enquanto Iannone, que tentava se firmar em terceiro, acabou caindo na curva 6 e abandonando.
Após a primeira volta completada, a ordem vista no traçado francês era Lorenzo, Zarco, Dovizioso, Petrucci e Márquez fechando o rol dos cinco primeiros do momento.
 
Não demorou muito e Andrea logo tratou de superar Johann, que seguiu colado no #4. Agora, o italiano começava a sua caçada em cima do companheiro espanhol. Mais para trás, Márquez, que agora era o quarto, sustentava um atraso de 0s775 do trio.
Então, com 23 giros para a bandeira quadriculada, o italiano engoliu o companheiro de Ducati. No entanto, a grande reviravolta acontecia ali, ainda no início da prova: Dovizioso perdeu a moto na curva 6 e caiu, destruindo a moto e suas chances de vitória.
 
Agora, a ordem do pelotão era de Lorenzo novamente na liderança, com Zarco na segunda colocação e Márquez cada vez mais próximo em terceiro. Petrucci e Rossi completavam os cinco primeiros.
 
O #93, então, se aproximou perigosamente de Zarco. O espanhol começou sua incansável caçada em cima do titular da Tech3 até que, em um bote certeiro, passou como se o piloto nem estivesse ali. 
 
No entanto, o #5 não se deu por vencido e na curva seguinte deu o troco em cima do atual líder da classificação. Quem se aproximou do trio da ponta também era Petrucci e Rossi.
 
Com a falta de sorte ao seu lado, Zarco acabou sofrendo uma reviravolta em seu excelente final de semana. Em um erro, o piloto acabou escapando da pista e indo ao chão, parando na caixa de brita. O piloto chegou a voltar para sua moto, mas foi direto para os boxes.
Enquanto isso, a briga na ponta seguia pegando fogo no traçado de Le Mans. Márquez estava ameaçadoramente próximo de Lorenzo, que tentava segurar o ímpeto do titular da Honda. Atrás da dupla aparecia Petrucci.
 
Em um lance lindo, então, Marc fez a ultrapassagem em cima do #99, que acabou abrindo demais. Nisso, Petrucci chegou a tentar pegar a segunda colocação, mas o espanhol conseguiu segurar a investida do italiano.
Com 17 giros para o fim, a disputa pelo segundo degrau do pódio também estava bastante animada no circuito francês. O #9 conseguiu superar o #99, que agora também via Rossi, o quarto colocado, se aproximando.
 
Em bela ultrapassagem, então, Valentino conseguiu superar Jorge para beliscar o degrau mais baixo do pódio. Ele aparecia atrás de Márquez, que tinha uma confortável vantagem de 0s8 para o segundo colocado, Petrucci.
 
Faltavam 13 voltas para o tremular da bandeira quadriculada. Enquanto Rossi vinha tentando alcançar Petrucci, que sustentava respiro de 1s323, ele anotou a volta mais rápida da prova, com 1min32s426.
 
Após toda a ação vista no início da corrida, as coisas começaram a se ajeitar no circuito francês. Márquez seguia na ponta sem ameaças, com Petrucci aparecendo logo atrás. Rossi era o terceiro, com Miller e Lorenzo completando o top-5.
 
Lorenzo, que liderou a parte inicial da corrida, viu o rendimento de sua moto cair e assim, perder posições. Com seis voltas para acabar a corrida, o espanhol aparecia na sexta colocação e via Viñales se aproximando.

Dali para o final, nada mais mudou no pelotão. De forma absoluta, Marc Márquez abocanhou mais uma grande vitória na temporada para ampliar ainda mais sua liderança na classificação. Danilo Petrucci cruzou a linha de chegada na segunda colocação, com Valentino Rossi completando o pódio do dia.
 
Miller aparece na quarta colocação, com Pedrosa sendo o quinto. Lorenzo, Viñales, Crutchlow, Aleix Espargaró e Rins completaram o rol dos dez primeiros do GP da França.

Moto3 2018, GP da França, Le Mans, Final:
 
1 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 41:49.773 27 voltas
2 9 DANILO PETRUCCI ITA PRAMAC DUCATI +2.310  
3 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA +5.350  
4 43 JACK MILLER AUS PRAMAC DUCATI +6.314  
5 26 DANI PEDROSA ESP HONDA +7.419  
6 99 JORGE LORENZO ESP  DUCATI +10.355  
7 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA +23.758  
8 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA +25.795  
9 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA GRESINI +26.206  
10 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI +27.937  
11 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM +32.304  
12 55 HAFIZH SYAHRIN MAL TECH3 YAMAHA +34.962  
13 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS HONDA +37.881  
14 38 BRADLEY SMITH ING KTM +38.299  
15 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP LCR HONDA +41.986  
16 12 THOMAS LÜTHI SUI MARC VDS HONDA +45.260  
17 17 KAREL ABRAHAM RTC ÁNGEL NIETO DUCATI +56.872  
18 10 XAVIER SIMÉON BEL AVINTIA DUCATI +1:12.117  
  45 SCOTT REDDIING ING APRILIA GRESINI NC  
  53 TITO RABAT ESP AVINTIA DUCATI NC  
  5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA NC  
  4 ANDREA DOVIZIOSO ITA  DUCATI NC  
  19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ÁNGEL NIETO DUCATI NC  
  29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI NC  
             
POLE JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:31.185 165.2  km/h
VOLTA MAIS RÁPIDA MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:32.312 163.2 km/h
RECORDE MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:32.309 163.2 km/h
MELHOR VOLTA JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:31.185 165.2 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 24ºC | pista: 45ºC


A NOVA ESTRELA DA FÓRMULA E

DECISÃO DE MASSA PELA FE É OUSADA, CORAJOSA E MUITO SEGURA