Márquez supera Lorenzo e comanda primeiro treino da MotoGP na Comunidade Valenciana. Rossi fica com quinto tempo

Marc Márquez foi o mais rápido no primeiro treino da MotoGP em Valência. 0s184 mais lento que o piloto da Honda, Jorge Lorenzo ficou em segundo, com Dani Pedrosa fechando o top-3. Líder do Mundial, Valentino Rossi ficou com a quinta colocação

Marc Márquez foi o mais rápido no primeiro treino livre para o GP da Comunidade Valenciana de MotoGP. O piloto da Honda cravou 1min31s250 em seu melhor giro nesta sexta-feira (6) e fechou a sessão com 0s184 de margem para Jorge Lorenzo, o segundo colocado.

 
Depois de dias de polêmica, a MotoGP voltou a normalidade nesta sexta, com uma sessão de treinos tranquila, sem nenhum incidente.
 
Dono de um belo histórico em Valência e vindo de uma boa sequência na temporada, Dani Pedrosa foi 0s303 mais lento que o companheiro de Honda e ficou com o terceiro tempo.
Marc Márquez foi o mais rápido em Valência (Foto: Honda)
Usando o pneu traseiro macio, Andrea Dovizioso usou a última volta para garantir o quarto tempo, 0s023 à frente de Valentino Rossi. O líder do Mundial fez seu melhor giro em 1min31s665 e ficou a 0s415 do ponteiro.
Já 0s642 mais lento que Márquez, Pol Espargaró anotou o sexto tempo na sessão, à frente de Andrea Iannone. Cal Crutchlow aparece em oitavo. Aleix Espargaró e Yonny Hernández completam o top-10.
 
Se despedindo da MotoGP neste fim de semana, Nicky Hayden completou o primeiro treino na 19ª colocação. O piloto da Aspar foi 1s728 mais lento que o líder.
 
A cobertura completa do GP da Comunidade Valenciana no GRANDE PRÊMIO

Saiba como foi o 1º treino para o GP da Comunidade Valenciana de MotoGP:
 
Depois de semanas quentes na MotoGP, o sol apareceu para receber o Mundial em Valência. Na hora do primeiro treino da classe rainha, os termômetros marcavam 19°C, com a pista ligeiramente mais fria.
 
Em uma prova tão importante — e tensa — os pilotos não perderam tempo sentados nos boxes e partiram para a pista tão logo o pit-lane foi aberto. 
 
A sessão de Maverick Viñales, entretanto, não começou bem, já que ele sofreu uma queda a bordo da GSX-RR e teve de voltar aos boxes da Suzuki a pé.
 
Com 1min33s843, Danilo Petrucci foi o primeiro a aparecer no topo do pódio, 0s589 à frente de Héctor Barberá. Valentino Rossi logo se colocou em terceiro, à frente de  Marc Márquez. 
 
Pouco depois, Jorge Lorenzo tomou o segundo posto mas foi batido por Mike di Meglio e Stefan Bradl na sequência.
 
Com 1min32s754, Márquez assumiu a ponta da tabela, 0s0114 à frente de Pol Espargaró. Rossi subiu para terceiro, seguido por Dovizioso e Petrucci. 
 
Logo em seguida, Lorenzo virou em 1min32s666 e assumiu a ponta, superando o registro de Márquez por 0s088. O piloto da Honda, então, respondeu com uma volta em 1min32s024, detonando o marca do #99.
 
Dovizioso logo melhorou seu giro e subiu para segundo, mas foi batido por Rossi pouco depois. Favorito à vitória neste fim de semana — pelo bom histórico na pista de Valência e pela boa fase —, Dani Pedrosa vinha apenas em 11º, 1s513 atrás do companheiro de Honda.
Jorge Lorenzo ficou com a segunda marca em Valência (Foto: Yamaha)
Lorenzo subiu para segundo ao registrar 1min32s338, ainda 0s406 atrás de Márquez. Pouco depois, Aleix Espargaró virou 0s021 mais lento que o #91 e assumiu o terceiro posto. Pouco depois, Cal Crutchlow saltou para a quarta posição.
 
Com 1min32s359, Dani Pedrosa se instalou em terceiro, 0s544 atrás de Márquez, que tinha acabado de baixar para 1min31s815. Lorenzo tinha o segundo posto.
 
Com o primeiro terço do treino completo, os pilotos foram aos boxes pela primeira vez na sessão. Márquez tinha a liderança, à frente de Lorenzo, Pedrosa, Aleix, Crutchlow, Rossi, Andrea Iannone, Dovizioso, Pol e Petrucci.
No retorno à pista, Rossi logo baixou sua marca para 1min32s496, mas sem alterar seu sexto posto, apenas reduzindo para 0s681 o atraso em relação à Márquez. 
 
Pouco depois, Pol Espargaró passou em 1min32s422 e se instalou em quinto, logo atrás do irmão mais velho.
 
Com 1min32s047, Rossi pulou para segundo, 0s430 atrás de Márquez, que tinha acabado de baixar para 1min31s617.
 
Na sequência, Lorenzo virou 0s078 mais rápido que o companheiro de equipe e subiu para a segunda colocação.
 
Com 1min31s553, Pedrosa se colocou no topo da tabela, abrindo 0s064 de margem para Márquez. Lorenzo era o terceiro, com Rossi e Iannone fechando o top-5.
 
Lorenzo conseguiu melhorar sua marca mais uma vez, assim como Rossi, mas os dois permaneceram em terceiro e quarto, respectivamente. 
 
Em seu décimo giro nesta manhã, Lorenzo registrou 1min31s434 e saltou para o topo da tabela, abrindo 0s119 de margem para Pedrosa. 
Valentino Rossi ficou com o quinto posto nesta manhã (Foto: Yamaha)
Perto da barreira de 15 minutos para o fim do treino, os pilotos partiram para a última parada nos boxes. Lorenzo tinha o comando da sessão, 0s119 à frente de Pedrosa. Márquez ocupava o terceiro posto, seguido por Rossi, Pol, Iannone, Crutchlow, Aleix, Dovizioso e Petrucci.

Na última saída, os pilotos de Ducati e Suzuki apostaram nos pneus dianteiros assimétricos, uma aposta certeira da Bridgestone, que se despede da MotoGP neste fim de semana.
 
Márquez logo baixou para 1min31s544 e assumiu o segundo posto, 0s110 atrás de Lorenzo. Rossi também foi melhor, mas não o bastante para sair da quarta colocação.
 
Com 1min31s250, Márquez retomou a liderança, abrindo 0s184 de margem para Lorenzo. Pedrosa tinha o terceiro tempo, com Pol Espargaró passando Rossi por 0s054 para ocupar o quarto posto.
 
Já nos minutos finais da sessão, Pedrosa voltou aos boxes da Honda para trabalhar na RC213V. O espanhol tinha o terceiro tempo, 0s303 atrás do companheiro de equipe. 
 
Na sequência, Rossi baixou sua marca para 1min31s933, mas permaneceu em quinto, agora 0s041 atrás de Pol Espargaró. Márquez seguia na ponta, 0s184 à frente de Lorenzo.
 
Nos instantes finais da sessão, Rossi vinha em BA volta, mas perdeu tempo na parcial final. Ainda assim, o italiano anotou 1min31s665 e subiu para o quarto posto, mas foi imediatamente batido por Dovizioso, que virou 0s023 mais rápido. O #4 usou o pneu traseiro macio para cravar seu melhor giro.

MotoGP, GP da Comunidade Valenciana, Valência, 1º Treino Livre:

1
93
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:31.250
 
2
99
JORGE LORENZO
ESP
YAMAHA
1:31.434
+0.184
3
26
DANI PEDROSA
ESP
HONDA
1:31.553
+0.303
4
4
ANDREA DOVIZIOSO
ITA
DUCATI
1:31.642
+0.392
5
46
VALENTINO ROSSI
ITA
YAMAHA
1:31.665
+0.415
6
44
POL ESPARGARÓ
ESP
TECH3 YAMAHA
1:31.892
+0.642
7
29
ANDREA IANNONE
ITA
 DUCATI
1:32.192
+0.942
8
35
CAL CRUTCHLOW
ING
LCR HONDA
1:32.260
+1.010
9
41
ALEIX ESPARGARÓ
ESP
SUZUKI
1:32.359
+1.109
10
68
YONNY HERNÁNDEZ
COL
PRAMAC DUCATI
1:32.412
+1.162
11
6
STEFAN BRADL
ALE
APRILIA GRESINI
1:32.514
+1.264
12
9
DANILO PETRUCCI
ITA
PRAMAC DUCATI
1:32.574
+1.324
13
51
MICHELE PIRRO
ITA
 DUCATI
1:32.724
+1.474
14
19
ÁLVARO BAUTISTA
ESP
APRILIA GRESINI
1:32.725
+1.475
15
63
MIKE DI MEGLIO
FRA
AVINTIA DUCATI
1:32.797
+1.547
16
25
MAVERICK VIÑALES
ESP
SUZUKI
1:32.801
+1.551
17
38
BRADLEY SMITH
ING
TECH3 YAMAHA
1:32.841
+1.591
18
8
HECTOR BARBERÁ
ESP
AVINTIA DUCATI
1:32.927
+1.677
19
69
NICKY HAYDEN
EUA
ASPAR HONDA
1:32.978
+1.728
20
43
JACK MILLER
AUS
LCR HONDA
1:33.049
+1.799
21
50
EUGENE LAVERTY
IRN
ASPAR HONDA
1:33.097
+1.847
22
45
SCOTT REDDING
ING
MARC VDS HONDA
1:33.143
+1.893
23
76
LORIS BAZ
FRA
FORWARD YAMAHA
1:33.211
+1.961
24
24
TONI ELÍAS
ESP
FORWARD YAMAHA
1:33.657
+2.407
25
13
ANTHONY WEST
JAP
AB HONDA
1:33.837
+2.587
26
23
BROC PARKES
AUS
IODA ART
1:35.290
+4.040
 
 
 
 
 
 
 
RECORDE
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:31.515
157.5 km/h
MELHOR VOLTA
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:30.237
159.7 km/h
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 20ºC | pista: 18ºC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube