Martín abocanha vitória em final eletrizante da Moto2 em Valência. Bastianini é 6º

O espanhol da KTM Ajo deu o bote nos instantes finais para garantir a segunda vitória da temporada 2020. Quem completou o pódio em Valência foi Hector Garzó e Marco Bezzecchi, levando a decisão para Portugal

Jorge Martín garantiu a vitória em um final de tirar o fôlego no GP da Comunidade Valenciana da Moto2. Neste domingo (15), o espanhol fez ultrapassagem decisiva nos últimos metros para ficar com o triunfo em Valência.

O competidor da Red Bull KTM Ajo chegou a rodar fora das posições do pódio durante a prova no circuito Ricardo Tormo. Entretanto, conseguiu assumir a primeira colocação para subir pela segunda vez no degrau mais alto do pódio.

Jorge Martín venceu a segunda em 2020 (Foto: Ajo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Quem cruzou a linha de chegada na segunda colocação foi Hector Garzó, que estreia no top-3 no Mundial de Motovelocidade. Marco Bezzecchi completou o pódio do dia, subindo pela quinta vez nos degraus.

Enea Bastianini, líder da classificação, recebeu a bandeira quadriculada na sexta colocação. O italiano da Italtrans tinha a oportunidade de encerrar o campeonato com uma etapa de antecedência, mas a decisão acabou empurrada para Portugal.

Saiba como foi o GP da Comunidade Valenciana de Moto2:

Em um domingo de sol, a Moto2 teve as temperaturas mais elevadas do fim de semana para a penúltima etapa do campeonato. Às vésperas da largada, os termômetros mediam 21°C, com o asfalto chegando a 23°C. A velocidade do vento também tinha aumentado em relação aos treinos, chegando a 21 km/h.

Na hora da largada, Manzi, que tinha dado à MV Agusta a primeira pole desde que Giacomo Agostini saiu na frente na França na corrida das 350cc de 1976, conseguiu sustentar a ponta apenas brevemente, já que Jorge Martín dividiu a freada da curva 1 com Marco Bezzecchi e assumiu o comando. Manzi ficou em seguindo, com Fabio Di Giannantonio também passando o piloto da VR46 para assumir o terceiro posto.

Ainda na briga pelo título, Luca Marini saltou para sexto nos primeiros metros, enquanto Enea Bastianini caiu para décimo. Sam Lowes aparecia em 21º.

Se demora, Di Giannantonio tomou o segundo posto de Manzi, já 0s3 atrás de Martín. Bezzecchi seguia em quarto, escoltado por Héctor Garzó, Marcel Schrötter e Marini.

Na quarta volta, Bezzecchi passou Manzi e assumiu o terceiro lugar, coladinho em Di Giannantonio. Mais atrás, Schrötter tirou o quinto lugar de Garzó. Bastianini vinha em nono, com Lowes em 22º.

Na abertura da volta 5, os ponteiros deram uma bela balançada, permitindo que Bezzecchi tomasse o segundo posto de Di Giannantonio. Mais atrás, Bastianini tinha avançado para oitavo, atrás de Marini.

No fim do giro, Bezzecchi tomou a ponta de Martín com manobra por dentro na curva 14. Pouco depois, Di Giannantonio também passou Jorge, se instalando em segundo.

Com sete voltas, Marcos Ramírez abandonou na curva 6 do circuito Ricardo Tormo.

Garzó atacou Schrötter e recuperou a quinta colocação. Na sequência, o piloto da Pons, que era o mais rápido na pista, tirou Manzi da quarta colocação. Terceiro, Martín tinha 0s5 de frente.

Pressionado por Garzó, Martín foi ao ataque e tomou o segundo lugar de Di Giannantonio. Enquanto o trio se engalfinhava, Bezzecchi abriu uma ligeira vantagem, de 0s5. Por outro lado, Manzi caiu na curva 2 e abandonou. Assim, Marini subiu para sexto, com Bastianini em sétimo. Lowes era o 19º, mas vinha rodando no ritmo dos ponteiros.

Depois de alguns instantes de fervura, a temperatura na ponta baixou, com Bezzecchi segurando 0s3 de vantagem para Di Giannantonio. Garzó era o terceiro, à frente de Martín, Schrötter, Marini, Bastinini e Navarro.

Jorge, porém, não passou muito tempo em oitavo. O piloto da Speed Up aproveitou o fim da 15ª volta para tomar a posição de Bastianini e seguiu para pressionar Luca.

Enquanto isso, os dois ponteiros descolaram do pelotão, com Di Giannantonio abrindo mais de 1s de margem para Garzó.

Com oito voltas para o fim, porém, Navarro caiu na curva 1. O piloto da Speed Up abandonou sete das 14 corridas disputadas na Moto2 em 2020.

Duas voltas mais tarde, Di Giannantonio tomou a liderança de Bezzecchi na curva 11, mas Marco respondeu quase que imediatamente, na 14, aproveitando uma errada de Fabio. Atrás, Lowes passou Augusto Fernández e se instalou em 16º.

Já na reta final da corrida, Arón Canet caiu e abandonou, o que ajudou a promover Sam Lowes para a 15ª colocação.

Com duas voltas para o fim, Di Giannantonio passou Bezzecchi, com Martín chegando pertinho do piloto da VR46 . Na volta final, contudo, Fabio caiu tentando escapar, devolvendo a ponta para Marco.

Nos metros finais, Martín passou Bezzecchi e assumiu o comando, com Garzó aproveitando os metros finais para bater Bezzecchi e ficar com o terceiro posto.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Moto2 2020, GP da Comunidade Valenciana, Ricardo Tormo, corrida

1J MARTÍNRed Bull KTM Ajo 
2H GARZÓFlexbox Speed Up+0.072
3M BEZZECHIVR46 Kalex+0.204
4M SCHROTTERIntact Kalex+0.689
5L MARINIVR46 Kalex+0.812
6E BASTIANINIItaltrans Kalex+2.329
7R GARDNERSAG Kalex+8.973
8B BENDSNEYDERNTS RW Kalex+9.720
9N BULEGAGresini Kalex+11.596
10L BALDASSARRIItaltrans Kalex+11.836
11J ROBERTSAmerican KTM+12.369
12T NAGASHIMARed Bull KTM Ajo+13.041
13X VIERGESRT Kalex+13.495
14S LOWESMarc VDS Kalex+15.345
15A FERNÁNDEZTeam Tady Kalex+15.577
16T LÜTHIIntact Kalex+18.954
17S CORSIForward MV Agusta+26.947
18S CHANTRATeam Asia KTM+36.336
19H SYAHRINAspar Speed Up+42.068
20K DANIELSAG Kalex+46.792
21P BIESIEKIRSKINTS RW Kalex+50.162
 F DI GIANNANTONIOSpeed UPNC
 E PONSGresini KalexNC
 A CANETAspar Speed UpNC
 J NAVARROSpeed UPNC
 L DALLA PORTAItaltrans KalexNC
 S MANZIForward MV AgustaNC
 A IZDIHARTeam Asia KTMNC
 M RAMÍREZAmerican KTMNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube