MotoGP

Mesmo “sem ganhar nada”, pilotos ressaltam “regra clara” em punição a Crutchlow no GP da Argentina

A punição de Cal Crutchlow na Argentina foi tema da coletiva de imprensa desta quinta-feira (11). Em Austin, os pilotos comentaram que apesar do piloto não ter ganho vantagem alguma, a regra sobre mover a moto antes da largada é clara

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #14: O melhor piloto de MotoGP de todos os tempos



A punição que Cal Crutchlow tomou durante o GP da Argetina foi tema durante a coletiva de imprensa em Austin. Nesta quinta-feira (11), os pilotos comentaram rapidamente sobre suas opiniões acerca do episódio, com todos concordando com a medida tomada.
 
Em Termas de Río Hondo, foi constatado que o britânico moveu-se ligeiramente instantes antes da largada. Com isso, teve de pagar um ride-through durante a prova, o que comprometeu suas chances de subir ao pódio – cruzou a linha de chegada em 13º.
 
É claro que o tema voltou aos holofotes na coletiva de imprensa para a prova norte-americana, com os pilotos reconhecendo que regras são regras e, mesmo que o titular da LCR não tenha ganho vantagem, é preciso pagar pelo erro. “Vai ser divertida a Comissão de Segurança amanhã, com certeza. Vai ser importante falar sobre isso, pois as regras são claras”, disse Andrea Dovizioso.
 
“Acho que Cal não ganhou nada com isso, mas ele moveu um pouco quando a corrida começou. Acho que podemos pensar sobre isso, falar sobre isso, precisamos, para tentar entender se existe outra maneira de lidar com essa situação. Ficou claro que Cal não ganhou nada ali, não fez de propósito, mas a regra diz que se você se move, você cometeu um erro”, seguiu.
Cal Crutchlow (Foto: Michelin)
“Acho que é muito difícil de aceitar isso, posso entender o quão bravo ficou, devemos debater isso na Comissão de Segurança, pois se você tiver que interpretar cada largada é difícil. É ruim perder uma corrida assim, muito ruim, especialmente quando se tem um ritmo bom”, completou.
 
“Eu concordo totalmente com Andrea. É claro que Cal não ganhou nada, mas a regra diz que se você move a moto, mesmo no sentido oposto, você vai ser penalizado. É a melhor maneira para se ter uma regra sólida, pois sempre terão interpretações”, opinou Marc Márquez.
 
“Para mim, é difícil ter um ride-through assim e é ruim perder uma corrida assim, mas é a melhor maneira ter uma só regra e não ter uma polêmica depois”, seguiu.
 
Valentino Rossi, por outro lado, apesar de reconhecer que a direção de prova apenas seguiu as regras, afirmou que pode ser pensada em uma outra penalização. “Para mim, a única maneira de te uma regra clara é que você não pode se mover no momento antes da largada, pois se começar a falar que ganhou alguma coisa ou quanto pode se mover, vai se tornar muito difícil”, falou.
 
“Com certeza eles são bastante rigorosos. Cal não ganhou nada, mas se você ver na câmera, pode ver que ele se moveu um pouco. Podemos falar amanhã sobre a penalização, porque depois da corrida, Cal disse que passar pelos boxes perde 35s, então acabou. Talvez pode se pensar em fazer uma volta longa, não sei. Mas a regra é que não pode se mover”, concluiu.