Mir admite ofertas de outras fábricas, mas diz que “trabalho com Suzuki não está terminado”

Joan Mir afirmou que agora é a hora de começar a mostrar potencial na MotoGP. O #36 renovou com a Suzuki até a temporada 2022 para manter a parceria com Álex Rins

Joan Mir revelou que recebeu outras ofertas para permanecer na MotoGP. O #36, porém, justificou a escolha por seguir com a Suzuki até 2022 por entender que ainda tem trabalho a fazer.
 
Natural de Palma de Maiorca, Mir chegou à classe rainha do Mundial de Motovelocidade no ano passado, depois de apenas uma temporada na Moto2. Campeão da Moto3 em 2018, Joan fechou 2019 com 92 pontos e a 12ª colocação na tabela, mas não disputou todas as 19 corridas, já sofreu lesões importantes durante um teste em Brno.
Joan Mir vai faz sua segunda temporada na MotoGP em 2020 (Foto: Suzuki)
Na pré-temporada 2020, porém, Mir mostrou uma importante evolução. O espanhol fechou o teste da Malásia com o 11º tempo, 0s382 mais lento que Fabio Quartararo, o líder. No Catar, Joan avançou para a sexta colocação, apenas 0s271 atrás de Maverick Viñales, o ponteiro. Nas duas ocasiões, o #36 ficou atrás de Álex Rins, o companheiro de Suzuki.
 
“É a escolha que eu queria por muitas razões”, disse Mir em uma entrevista coletiva eletrônica promovida pela Suzuki. “Em dois anos, você não pode terminar o trabalho. O ano passado era para ganhar experiência, o segundo para começar a mostrar potencial. Foi por isso que eu renovei”, justificou.
 
Joan admitiu, porém, que seu agente foi procurado por outras equipes, mas não iniciou nenhuma negociação. A Suzuki já tinha manifestado interesse em manter o piloto em janeiro
 
“Sei, por meu agente, que tivemos outras ofertas, mas eu não falei com outras fábricas”, revelou. “Meu trabalho com a Suzuki não está terminado. Não queria perder tempo indo para outra fábrica. Quero levar a Suzuki ao topo”, completou.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora