Morbidelli bate Miller em classificação agitada e é pole em Valência. Mir é só 12º

Com o tempo feito de 1min30s191 na sétima volta, o ítalo-brasileiro larga pela segunda vez da pole-position em 2020. Jack Miller e Takaaki Nakagami completam a primeira fila de saída em Valência

Franco Morbidelli conseguiu a pole-position do GP da Comunidade Valenciana da MotoGP. Neste sábado (14), o ítalo-brasileiro anotou o tempo de 1min30s191 para assegurar a posição de honra do grid no Ricardo Tormo em um treino bastante movimentado.

A primeira colocação de largada teve um verdadeiro rodízio de nomes antes de o competidor da SRT Yamaha aparecer na última tentativa para ocupar o topo da tabela. É a segunda vez que o piloto de Roma larga na ponta do pelotão na temporada 2020.

Franco Morbidelli consegue a segunda pole em 2020 (Foto: SRT)

LEIA TAMBÉM
Mir tem primeira chance de fechar título da MotoGP em Valência. Confira matemática

Quem sai da segunda posição do grid é Jack Miller, pela quarta vez na primeira fila do grid da classe rainha. Takaaki Nakagami completa a linha inicial de partida, o segundo top-3 consecutivo do japonês da LCR Honda em Valência.

Entre os postulantes ao título, o melhor colocado é Fabio Quartararo. Mas o vice-líder da temporada sai apenas em 11º, enquanto Joan Mir, que já pode ser campeão no Ricardo Tormo, larga em 12º. Álex Rins sequer conseguiu passar ao Q2 e vai largar em 14º.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Comunidade Valenciana, penúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Rins lidera último treino livre em Valência

Apesar das muitas nuvens no céu, o terceiro treino livre começou sem chuva, mas com a temperatura baixa. No início do quarto treino livre, os termômetros mediam 19°C, com a pista chegando a 20°C. A velocidade do vento era de 3 km/h.

Calçando a traseira da GSX-RR com um pneu macio, Álex Rins começou a sessão no topo da tabela, 0s027 melhor que Jack Miller. Na volta seguinte, Johann Zarco tomou o comando, exibindo 0s213 de margem para Franco Morbidelli. O piloto da Suzuki caiu para terceiro, 0s059 melhor que Valentino Rossi.

Com um par de médios, Morbidelli foi a 1min31s460 e tomou a ponta, mas foi quase que imediatamente superado por Zarco, que virou 0s400 melhor. O ítalo-brasileiro da SRT Yamaha, aliás, perdeu uma parte da cobertura do freio dianteiro ainda no início da atividade.

Franco permaneceu na pista e tratou de se aproximar de Zarco, reduzindo o atraso para 0s228. Pol Espargaró saltou para o terceiro posto, à frente de Andrea Dovizioso e Rossi. Os pilotos do top-5 tinham todos pares de pneus médios.

Zarco foi ainda melhor na sexta volta, chegando a 1min31s020, 0s210 mais rápido que Oliveira, que tinha se instalado em segundo. Morbidelli era o terceiro. Mais atrás, Jack Miller pulou para sexto.

Miller avançou ainda mais, tomando o segundo posto, 0s160 atrás de Zarco. Takaaki Nakagami seguiu o mesmo roteiro e vinha agora em terceiro, à frente de Oliveira, Morbidelli e Mir.

Morbidelli reagiu e, com 1min31s181, subiu para a terceira colocação, apenas 0s001 mais lento que Miller. Mir acertou uma volta em 1min31s135 e subiu para a segunda posição, mas logo caiu um posto, já que Rins passou 0s078 melhor. Miller era o quarto, à frente de Franco e Nakagami.

Com cinco minutos para o fim do TL4, Rins foi a 1min30s895 e assumiu a liderança. Passando Zarco por 0s125. Foi a primeira volta em 1min30s na sessão.

Instantes antes de o cronômetro travar, Morbidelli pulou para terceiro, mas caiu uma posição na sequência, já que Nakagami passou Zarco pelo segundo lugar.

Assim, Rins ficou com a liderança do TL4, à frente de Nakagami, Zarco, Morbidelli, Mir, Miller, Oliveira, Binder, Dovizioso e Pol Espargaró. Viñales foi 11º, Rossi 13º e Quartararo 16º.

Binder e Quartararo avançam ao Q2

Como se fosse uma provocação, uma fina chuva começou a cair em Valência instantes antes do início do Q1. Ainda assim, foram os slicks que entraram na pista.

Com 1min31s502, Brad Binder foi o primeiro a aparecer na primeira posição, 0s121 melhor que Quartararo. 0s773 atrás do francês, Crutchlow era o primeiro na zona da degola.

No giro seguinte, o trio da ponta melhorou as marcas, conservando as posições. Petrucci subiu para a quarta colocação, à frente de Rins e Dovizioso.

Com nove minutos para o fim, Álex Márquez sofreu um feio high-side. O piloto da Honda foi arremessado da moto na curva 11 e aterrissou com a bunda no chão. Binder, aliás, foi muito bem em desviar do irmão de Marc.

Prontamente atendido pelos médicos, Álex conseguiu levantar e deixou a pista caminhando por si só. Embora visivelmente dolorido.

Depois de uma passagem pelos boxes, Stefan Bradl avançou para o sétimo posto, mas perdeu uma posição na sequência, com Rossi se instalando em sexto. Enquanto isso, Márquez ia voltando para a pista com a moto reserva.

Crutchlow também foi mais rápido, mas seguiu em terceiro, apenas menos distante de Quartararo. Rins era o quarto, à frente de Petrucci e Rossi. A bandeira de chuva, porém, tinha voltado a ser exibida no traçado valenciano.

Álex Márquez voltou para a pista depois de uma queda fortíssima (Foto: Reprodução)

Com o fim dos 15 minutos de sessão, Binder e Quartararo avançaram para a fase seguinte, enquanto Crutchlow ficou como 13º posto no grid, à frente de Rins, Petrucci, Rossi, Dovizioso, Bradl, Rabat, Alex Márquez e Lorenzo Savadori.

Morbidelli crava segunda pole da temporada

A chuva que vinha desafiando os pilotos não se consolidou, o que fez com que os slicks reaparecessem para a fase final do treino classificatório. A ameaça, porém, seguia pairando no ar.

Aprovado no Q1, Quartararo começou a sessão no topo da tabela, liderando um 1-2-3 da Yamaha com Viñales e Morbidelli. No giro seguinte, Fabio melhorou para 1min30s983 e manteve a ponta, com Franco 0s141 atrás. Aleix saltou para terceiro.

Miguel Oliveira, então, foi a 1min30s839 e tomou a liderança de Quartararo, que vinha em boa volta e diminuiu a diferença imediatamente para 0s025. Nakagami avançou para terceiro, com Binder e Morbidelli fechando o top-5.

Brad apareceu em seguida para passar Oliveira por 0s076 e assumir a pole provisória. Enquanto isso, Mir vinha apenas em décimo, 0s734 mais lento que o piloto da KTM.

Ao contrário dos demais, que foram aos boxes, Binder seguiu rodando na pista, com uma margem mínima na pole. Pol, então, apareceu para se instalar em segundo, 0s034 mais lento que o companheiro de equipe.

Com pouco menos de três minutos para o fim, Viñales anotou 1min30s645 e assumiu a liderança, mas perdeu quase que imediatamente, com Miller virando 0s358 melhor. Zarco saltou para terceiro.

Pol Espargaró buscou reação, foi a 1min30s553 e assumiu o segundo posto, reduzindo para 0s266 a margem de Jack. Viñales voltou ao terceiro posto, seguido por Aleix e Zarco.

Com um minuto para o fim, Morbidelli foi a 1min30s191 e assumiu a liderança, 0s096 melhor do que Miller. Zarco subiu para terceiro, mas logo foi superado por Nakagami.

Com o cronômetro zerado, Morbidelli levou a pole, à frente de Miller e Nakagami. Zarco abre a segunda fila, com Pol Espargaró, Viñales, Aleix Espargaró, Bagnaia, Binder e Oliveira fechando o top-10. Rivais pelo título, Quartararo e Mir vai largar juntos, em 11º e 12º, respectivamente.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

MotoGP 2020, GP da Comunidade Valenciana, Ricardo Tormo, Grid de largada:

1F MORBIDELLISRT Yamaha1:30.191 
2J MILLERPramac Ducati1:30.287+0.096
3T NAKAGAMILCR Honda1:30.413+0.222
4J ZARCOAvintia Ducati1:30.520+0.329
5P ESPARGARÓKTM1:30.553+0.362
6M VIÑALESYamaha1:30.645+0.454
7A ESPARGARÓAprilia Gresini1:30.657+0.466
8F BAGNAIAPramac Ducati1:30.671+0.480
9B BINDERKTM1:30.737+0.546
10M OLIVEIRATech3 KTM1:30.781+0.590
11F QUARTARAROSRT Yamaha1:30.864+0.673
12J MIRSuzuki1:30.988+0.797
13C CRUTCHLOWLCR Honda1:31.159+0.968
14A RINSSuzuki1:31.594+1.403
15D PETRUCCIDucati1:31.601+1.410
16V ROSSIYamaha1:31.604+1.413
17A DOVIZIOSODucati1:31.606+1.415
18S BRADLHonda1:31.831+1.776
19T RABATAvintia Ducati1:32.063+1.872
20A MÁRQUEZHonda1:32.205+2.014
21L SAVADORIAprilia Gresini1:32.237+2.046

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube