Moto2 se renova com astros da Moto3 para temporada 2014 e vê maior equilíbrio entre principais equipes

A Moto2 está à procura de protagonistas em 2014. Com as saídas de Pol Espargaró e Scott Redding, a categoria intermediária vê esboço de trio de favoritos e aposta em novatos para apimentar a disputa pelo título

KTM reafirma força e vê Miller como favorito ao título na Moto3
Moto2 se renova com astros da Moto3 para temporada 2014

Depois de ver o último campeão saltar para a MotoGP, assim como o vice, a Moto2 inicia 2014 ainda procurando por protagonistas. A classe intermediária do Mundial de Motovelocidade ganhou novos ares com alguns dos nomes que brilharam na Moto3 no ano passado, sobretudo com Maverick Viñales, que arrebatou o título da primeira categoria depois de uma temporada acirrada. Os veteranos, entretanto, não são vistos com desconfiança. Muito pelo contrário.

Só que a pré-temporada foi bastante inconclusiva na hora de apontar favoritos reais. Os testes coletivos realizados todos na Espanha, entre fevereiro e março, testemunharam um equilíbrio enorme entre as principais equipes do campeonato, em um misto de novatos e veteranos se revezando na ponta.

Maverick Viñales foi campeão da Moto3 em 2014 (Foto: Pons)

Viñales, por exemplo, assumiu o valioso lugar de Pol Espargaró na Pons e se mostrou rápido logo nos primeiros testes, mas o desempenho no geral foi inconstante, o que sugere que o piloto ainda vai precisar de mais alguma quilometragem para entrar em um briga mais sólida pelo campeonato. Mas o conjunto técnico é competitivo e vai andar na frente.

Luis Salom, que liderou grande parte da Moto3 no ano passado, é quem vai alinhar ao lado de Maverick na Pons. Assim como o colega, Salom foi muito bem na pré-temporada, andou forte e esteve frequentemente no top-10. .

As atividades espanholas da Moto2, entretanto, também mostraram que a briga entre os veteranos será muito mais dura e aí o destaque é para três nomes. Tom Lüthi, que no ano passado teve o início de campeonato comprometido por uma queda feia antes do início da temporada, agora voltou com força, dominou várias sessões e, quando não esteve na ponta, apareceu na parte de cima da tabela.

Outro que entra para a lista dos possíveis protagonistas do ano é Tito Rabat. Descartado da Pons, o espanhol acertou a vida com a também competitiva Marc VDS, substituindo Scott Redding, vice-campeão em 2013 e agora estreante na MotoGP.

Esteve Rabat andou muito bem nos testes da Moto2 em Phillip Island (Foto: Getty Images)

Após uma forte temporada em 2013, Rabat ponteou a lista de tempos em diversos oportunidades, adquiriu boa quilometragem com a nova equipe e ainda se mostrou muito rápido nos testes de pneus em Phillip Island, onde apenas dois times da classe intermediária estiveram no início deste mês. O colega Mika Kallio também apareceu bem, mas não com a mesma constância e velocidade de Tito.

A trinca se fecha com o japonês Takaaki Nakagami. O nipônico, protagonista de duras disputas no ano passado, com poles e pódios, também mostrou forte desempenho na pré-temporada, com pouquíssimos erros e alta quilometragem.

Nakagami ainda comandou como quis a última sessão da pré-temporada em Jerez de la Frontera, provando que a maturidade vai colocá-lo na disputa do título em 2014.

Vale destaque também a estreia de Sam Lowes, de 23 anos. O campeão mundial da Supersport em 2013 vai defender a Speed Up, com o claro objetivo de alcançar a MotoGP em um futuro muito breve.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube