MotoGP aceita oferta do Catar e começa a vacinar membros do paddock contra Covid-19

Maverick Viñales foi um dos que já procurou o centro de vacinação para ser imunizado contra a Covid-19. O Catar está vacinando com os imunizantes da Pfizer e da Moderna

Tech3, agora toda laranja, divulga vídeo com detalhes da preparação para pré-temporada no Catar (Vídeo: Tech3)

A MotoGP vão aproveitar a passagem pelo Catar para dar vacina aos integrantes do paddock contra a Covid-19. De acordo com a Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, a oferta de vacinação foi feita pelo governo catari.

Segundo o Ministério de Saúde Pública do Catar, até o último dia 7 de março, 327.582 pessoas tinham recebido doses de imunizante pelo Programa Nacional de Vacinação, o que corresponde a 10% da população adulta do país. O Departamento de Farmácia e Controle Farmacêutico do Catar já liberou o uso emergencial das vacinas Pfizer/BioNTech e Moderna.

Atualmente, o Catar tem no grupo prioritário de vacinação pessoas acima dos 60 anos, portadores de doenças crônicas moderadas de qualquer idade, profissionais de saúde e trabalhadores essenciais de diferentes ministérios e instituições de governo, incluindo professores e funcionários da educação.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Maverick Viñales já tomou a primeira dose de vacina no Catar (Foto: Reprodução)

GALERIA
As imagens do terceiro dia de testes da MotoGP no Catar

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Catar registra 168.361 casos de Covid-19, com 264 mortes.

“O Estado do Catar aumentou significativamente seu programa de vacinação contra a Covid-19 em 2021 e, como resultado deste progresso, pode oferecer a todos os membros viajantes do paddock da MotoGP acesso à vacina”, disse a MotoGP em um comunicado. “Catar e MotoGP são parceiros desde 2004, quando o Circuito Internacional de Losail entrou pela primeira vez no calendário, e o Catar abre a temporada da MotoGP anualmente desde 2007”, seguiu.

“Esta temporada, o Catar vai receber os testes de pré-temporada de todas as classes do campeonato, assim como os dois primeiros GPs, com toda a família da MotoGp presente no Catar por até cinco semanas. Para garantir a saúde e a segurança de todo o grupo enquanto estão no Catar e nas continuas viagens ao redor do mundo nesta temporada, o governo do Estados do Catar ofereceu à MotoGP acesso às vacinas contra a Covid-19”, anunciou. “Todos os membros do campeonato, incluindo aqueles que estão trabalhando e viajando dentro do paddock da MotoGP, vão ter a chance de se vacinar contra a Covid-19”, continuou.

“O programa de vacinação é destinado a aumentar a segurança pessoal de todos aqueles que estão no local. Isso vai oferecer uma proteção maior para os integrantes do paddock da MotoGP e para todos aqueles com quem eles entram em contato enquanto viajam ao redor do mundo”, explicou. “O Catar proporcionou incríveis momentos esportivos e muitos marcos foram alcançados juntos. É um honra adicionar mais um, e ainda mais vital, nesta colaboração de longa data. A FIM (Federação Internacional de Motociclismo), a IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida) e a Dorna Sports gostariam de agradecer ao Estado do Catar por oferecer esta incrível oportunidade à família da MotoGP, o que vai ajudar a minimizar qualquer risco para o futuro do campeonato e seus membros”, completou.

Às vésperas do fim dos testes de pré-temporada, integrantes do paddock já começaram a receber as doses. Maverick Viñales, por exemplo, postou nesta manhã um story no Instagram mostrando que estava no centro de convenções onde a vacinação é realizada junto com muitos integrantes da Yamaha. Um pouco depois, o espanhol postou uma imagem do cartão de vacinação.

Pela manhã, antes de ir para a pista, Jack Miller também foi tomar a primeira dose. “Não sou médico, mas tenho certeza de que existem coisas piores no mundo do que uma vacina minúscula”, declarou.

Antes, um fotógrafo que acompanha os testes também já tinha divulgado no Twitter uma imagem do próprio comprovante de vacinação.

Titular da Aprilia, Aleix Espargaró comemorou a chance de poder se vacinar, especialmente por ter uma filha do grupo de risco. A pequena Mia, de 2 anos, tem uma doença congênita no coração e precisou passar por duas cirurgias nos primeiros oito meses de vida.

Apesar da animação do irmão de Pol, os cientistas alertam que as pessoas vacinadas podem transmitir o novo coronavírus. Por isso, o piloto terá de seguir tomando precauções como uso de máscara, distanciamento social e uso de álcool em gel mesmo após a vacina.

“Estamos o ano todo viajando pelo mundo. No meu caso, a minha filha tem um risco muito alto. Que o pai dela, que vive viajando pelo mundo, possa ser vacinado é algo para ficar muito contente e agradecido”, comentou Aleix.

LEIA TAMBÉM
Bastianini, Martín e Marini: os novatos da MotoGP em 2021

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube