MotoGP decide banir dispositivo de ajuste de altura a partir da temporada 2023

O holeshot, dispositivo que ajusta a altura das motos, foi banido pela comissão da MotoGP a partir da próxima temporada após levantar diversas questões sobre a segurança dos pilotos

Marc Márquez foi arremessado da Honda em uma queda no warm-up (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

A MotoGP decidiu banir um polêmico dispostivo de ajuste de altura, conhecido como holeshot, a partir da próxima temporada. A novidade, introduzida em 2018, pela Ducati, hoje é uma sensação em todo o grid da classe rainha do Mundial de Motovelocidade.

O holeshot foi introduzido na MotoGP pela Ducati, no fim de 2018, com o objetivo de auxiliar nas largadas. Inicialmente, o dispositivo baixava a traseira da moto, mas, depois, chegou também a dianteira, usado primeiro pela Aprilia.

Depois, a montadora italiana lançou um dispositivo que baixava a traseira da moto nas saídas de curva, dando mais aceleração ao equipamento. A novidade forçou as equipes rivais a criarem suas próprias versões nos anos seguintes. A questão da segurança lançada pelo dispositivo, porém, sempre foi assunto no paddock do Mundial de Motovelocidade.

Holeshot foi implementado pela Ducati para ajudar nas largadas (Foto: Yamaha)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Na abertura do campeonato, uma comissão da MotoGP optou, em sua maioria, para banir o holeshot a partir da temporada 2023. Em comunicado assinado por Carmelo Ezpeleta, chefe da organizadora Dorna, Paul Duparc, da FIM, e Hervé Poncharal, representante das equipes, o anúncio foi realizado.

“Durante o encontro da comissão, feito em Lusail, no dia 4 de março de 2022, os representantes consideraram duas alternativas para essa questão. Ambas tinham o objetivo de previnir maiores melhorias de performance evitar aumento de gastos”, disse a nota.

“Após considerações das propostas, o seguinte regimento foi aprovado unanimamente. O uso de qualquer dispositivo que modifique ou ajuste a altura da moto enquanto estiver em movimento está proibido. O dispositivo que operar apenas na largada das corridas está permitido”, seguiu o comunicado.

Essa não é a primeira vez que uma novidade lançada pela Ducati acaba banida pela MotoGP. Em 2015, a montadora italiana apresentou pequenas asas em seus equipamentos, para gerar mais pressão aerodinâmica, mas foi barrada em 2017 após reclamações das equipes rivais.

MotoGP volta a acelerar no dia 3 de abril, para o GP da Argentina, no circuito de Termas de Río Hondo. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da terceira etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
Bastianini vai mal na Indonésia, mas segue líder na MotoGP

MOTOGP DÁ BOLA FORA COM DOCUMENTÁRIO FANTASMA
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar