MotoGP divulga calendário 2024 com 22 GPs, permanência de Portugal e volta de Aragão

A MotoGP divulgou nesta quarta-feira (27) a primeira versão provisória do calendário 2024. Cronograma traz a volta do GP de Aragão e mantém previsão de ida a Portimão, apesar da pressão dos pilotos

A temporada 2024 do Mundial de Motovelocidade já tem um calendário provisório. A MotoGP divulgou nesta quarta-feira (27) um cronograma com 22 etapas, onde as principais novidades ficam por conta da volta do GP de Aragão e a permanência do GP de Portugal, sob pressão por causa de queixas relacionadas à falta de segurança.

Na temporada em que o Mundial comemora 75 anos, a MotoGP prepara a maior temporada da história. Depois de uma pausa em 2023, por causa de uma reforma em Lusail, o GP do Catar retoma a tradição e abre o campeonato no fim de semana de 10 de março.

Calendário de 2024 da MotoGP (Foto: Divulgação)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Na sequência, a disputa segue para Portugal. No entanto, a prova de Portimão ainda está sujeita a contrato. Desde o início do ano, o circuito do Algarve está sob pressão, já que os pilotos cobram mudanças referentes à segurança da pista, um argumento que ganhou força com o forte acidente de Pol Espargaró no início do ano.

O GP da Argentina aparece na sequência, seguido pelos GPs das Américas, da Espanha, da França, da Catalunha e da Itália. Cancelado em 2023, o GP do Cazaquistão retorna, mas ainda depende de contrato e da homologação de Sokol.

Em 30 de junho, a caravana desembarca na Holanda e depois viaja para Alemanha, Grã-Bretanha e Áustria. O GP de Aragão, que ficou de fora neste ano por causa de um plano de rodízio das etapas europeias, retorna, programado para 1 de setembro.

O GP de San Marino e da Riviera de Rimini é a última parada na Europa antes do início do tour por Ásia e Oceania. A Índia abre a fase além-mar, seguida por Indonésia, Japão, Austrália, Tailândia e Malásia.

O campeonato termina em 17 de novembro, com o GP da Comunidade Valenciana.

O circuito de Balaron Park, na Hungria, aparece como reserva.

Além da previsão de ser a maior temporada da história, 2024 também prevê um marco importante para a MotoGP: a partir do próximo ano, o combustível usado terá de ser no mínimo 40% de origem não fóssil, com a meta de atingir os 100% estabelecida para 2027.

MotoGP 2024, Calendário provisório:

DATAETAPACIRCUITO
10/3GP DO CATAR¹LUSAIL
24/3GP PORTUGAL²PORTIMÃO
7/4GP DA REPÚBLICA ARGENTINATERMAS DE RÍO HONDO
14/4GP DAS AMÉRICASAUSTIN
28/4GP DA ESPANHAJEREZ DE LA FRONTERA
12/5GP DA FRANÇALE MANS
26/5GP DA CATALUNHABARCELONA-CATALUNHA
2/6GP DA ITÁLIAMUGELLO
16/2GP DO CAZAQUISTÃO³SOKOL
30/6GP DA HOLANDAASSEN
7/7GP DA ALEMANHASACHSENRING
4/8GP DA GRÃ-BRETANHASILVERSTONE
18/8GP DA ÁUSTRIARED BULL RING
1/9GP DE ARGAÃOMOTORLAND
8/9GP DE SAN MARINO E DA RIVIERA DE RIMINIMISANO
22/9GP DA ÍNDIA²BUDDH
29/9GP DA INDONÉSIAMANDALIKA
6/10GP DO JAPÃOMOTEGI
20/10GP DA AUSTRÁLIAPHILLIP ISLAND
27/10GP DA TAILÂNDIACHANG
3/11GP DA MALÁSIASEPANG
17/11GP DA COMUNIDADE VALENCIANARICARDO TORMO
¹ Prova noturna | ² Sujeito a contrato | ³ Sujeito à homologação

MotoGP 2023 retoma as atividades no fim de semana do dia 1º de outubro, com o GP do Japão, a ser disputado em Motegi. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade.

GP da Índia estreia e põe fogo na temporada 2023 da MotoGP
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.