MotoGP inova e adota sistema eletrônico para identificação dos compostos de pneus a partir da temporada 2017

A MotoGP anunciou nesta quarta-feira (21) que, em colaboração com a Michelin, vai introduzir uma nova tecnologia para facilitar a identificação dos pneus na temporada 2017. Por meio de um sistema wireless, a informação do tipo de composto será transmitida à ECU unificada e então repassada para o sistema de cronometragem

 

A MotoGP decidiu atender mais um desejo de seus fãs. A classe rainha do Mundial de Motovelocidade anunciou nesta quarta-feira (21) que vai adotar a partir de 2017 um sistema eletrônico para facilitar a identificação dos tipos de pneus usados pelos pilotos ao longo das sessões.

 
A Comissão de GP, que é formada por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a promotora do certame; Ignacio Verneda, diretor-executivo da FIM (Federação Internacional de Motociclismo); Hervé Poncharal, presidente da IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida); Takanao Tsubouchi, da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas); junto com Carlos Ezpeleta, também da Dorna, e Mike Trimby, da IRTA, realizou um encontro eletrônico no último dia 15 e decidiu alterar o regulamento técnico da MotoGP.  
Parceria com a Michelin vai permitir identificação eletrônica dos pneus da MotoGP (Foto: Michelin)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Em colaboração com a Michelin, fornecedora única dos pneus da categoria, um novo sistema será implementado para permitir a detecção automática dos pneus usados pelos pilotos durante as sessões, repassando essas informações para competidores, equipes e emissoras de TV.
 
Esta detecção será feita por meio de tecnologia wireless. A informação, então, será transmitida à ECU unificada e encaminhada para o sistema de cronometragem.
 
Desde 2014, quando os pilotos passaram a ter acesso a uma gama mais variada de pneus, a MotoGP modificou o sistema para facilitar a identificação dos compostos. Primeiro, a Bridgestone introduziu um sistema de marcação por cores, que ganhou uma gama mais ampla no ano seguinte. A Michelin manteve essa estrutura, mas sua marcação não é das mais eficientes, já que é de difícil identificação quando a moto está em movimento.
 
Além da adoção deste novo sistema de identificação, a MotoGP também sanou uma desvantagem regulamentar da alocação de pneus. A partir do próximo ano, os dois pilotos que avançarem do Q1 para o Q2 poderão escolher uma especificação adicional de pneu traseiro slick macio. O número total de pneus disponíveis, entretanto, segue inalterado.
 
Antes, os pilotos que avançavam para a fase seguinte acabavam sem pneus traseiros novos para brigar entre os 12 primeiros do grid.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube