MotoGP revela que tentou adiar GP das Américas por coronavírus, mas diz que é “impossível”

Carmelo Ezpeleta revelou que tentou trocar a data do GP das Américas com uma das corridas na Espanha, mas o pouco tempo disponível para a preparação do GP inviabilizou a mudança

A epidemia de coronavírus está fazendo a organização da MotoGP trabalhar dobrado. Depois de cancelar a etapa da classe rainha no GP do Catar e adiar para outubro o GP da Tailândia, Carmelo Ezpeleta admitiu que tentou modificar a data do GP das Américas.
 
Prevista para ser a terceira etapa da temporada 2020, a prova em Austin está marcada para 5 de abril. Por enquanto, esta será a etapa de abertura da MotoGP, mas a situação pode mudar por conta da epidemia de coronavírus.
Carmelo Ezpeleta (Foto: GEPA pictures/ Mario Kneisl)
Paddockast #50
GRANDES PROMESSAS QUE NÃO VINGARAM

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Atento as mudanças, o diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial de Motovelocidade, revelou que pensou em inverter o GP texano com uma das etapas espanholas marcadas para a parte final do calendário, mas o tempo jogou contra.
 
“O próximo GP será nos Estados Unidos. Nós não sabemos de nada. Estamos esperando para mandar todos os materiais até o último momento”, contou Ezpeleta. “Se a situação mudar entre agora e este momento, nós vamos tomar as decisões”, assegurou. 
 
“Também é claro que tentamos mudar os Estados Unidos para o fim do ano, mudando com alguma das etapas espanholas, mas, por conta do pouco tempo para fazer essa corrida, é impossível”, contou. “É impossível para um circuito organizar uma corrida da MotoGP de agora até o fim de março”, reconheceu. 
 
Nesta quinta-feira, a MotoGP divulgou um novo calendário, antecipando para 27 de setembro o GP de Aragão e passando a prova da Tailândia para 4 de outubro.
 
“Hoje nós anunciamos a mudança da Tailândia graças a ajuda do governo de Aragão para antecipar em uma semana a corrida do MotorLand e aí, depois, em uma semana, faremos a Tailândia”, completou.
 
De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o vírus, que surgiu na China no ano passado, já chegou a mais de 70 países, infectando mais de 93 mil pessoas. Até aqui, são mais de 3 mil mortos pela COVID-19.
 
No Brasil, o Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira o quarto caso da doença, mas todas em pessoas que estiveram recentemente na Itália.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube