Nono colocado no primeiro dia de testes em Sepang, Márquez revela que Honda segue sofrendo com aceleração

Marc Márquez revelou que a Honda segue sofrendo com o problema de aceleração que abalou a performance da RC213V nas últimas duas temporadas. Espanhol fez o nono tempo no primeiro dia de testes em Sepang

 

Marc Márquez não teve boas notícias no primeiro dia de testes da MotoGP em Sepang. Após completar 57 voltas nesta segunda-feira (30), o #93 constatou que a RC213V segue sofrendo com os problemas de aceleração que marcaram as últimas duas temporadas da Honda.

 
Neste dia inicial da primeira bateria de testes coletivos, o tricampeão da MotoGP cravou 2min00s737 como sua melhor marca e assegurou o nono tempo, 1s056 mais lento que Casey Stoner, que colocou a Ducati no topo da folha de tempos.
Marc Márquez afirmou que problema de aceleração da RC213V não foi resolvido (Foto: Honda)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Questionado se a Honda tinha conseguido sanar as dificuldades da temporada passada, Márquez foi claro: “Não, ainda não”. 
 
“Nós trabalhamos no motor para tentar melhorar a aceleração e a velocidade máxima, e nós melhoramos na última um pouco, mas o problema com a aceleração é que, se não pudermos usá-la, é desnecessário ter mais potência”, indicou. “Então estamos trabalhando nos wheelies e em todas essas coisas que nos deram dor de cabeça no ano passado. Amanhã essa será uma das coisas mais importantes para trabalharmos”, seguiu.
 
Apesar de ter as motos de 2016 e 2017 em Sepang para trabalhar em comparações, Márquez acredita que esta não é a maneira mais eficiente de usar o tempo.
 
“Nós focamos na nova moto principalmente porque tem muito trabalho para fazer, para reajustar o mapeamento do novo motor, porque ele tem características diferentes”, contou. “O problema é que trabalhando com apenas uma moto, você perde muito tempo fazendo as mudanças, então provavelmente teremos duas motos idênticas, que, em teoria, serão as novas”, concluiu.

#GALERIA(6920)
ECCLESTONE FORA DA F1: DISCUSSÃO QUENTE NO PADDOCK GP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube