Ogura lidera terceiro treino da Moto3 adiado e encurtado pela chuva na Tailândia

Em uma sessão reduzida e atrasada pela chuva, Ai Ogura driblou as difíceis condições do asfalto para liderar o terceiro treino da Moto3 em Buriram com 0s370 de vantagem para John McPhee. Arón Canet completa o top-3

Ai Ogura comandou uma tumultuada terceira sessão de treinos livres da Moto3 em Buriram. Por causa da chuva, a sessão da manhã deste sábado (5) acabou tendo seu início atrasado e foi reduzida a apenas 30 minutos.
 
Depois de 1h20 de atraso, os pilotos entraram em uma pista ainda bastante encharcada, mas com menos água acumulada. Depois de muitas trocas no topo da tabela, Ogura levou a melhor ao cravar 1min54s989 na melhor de suas 15 voltas.
Ai Ogura (Foto: Reprodução)
0s370 mais lento, John McPhee ficou com o segundo tempo, 0s038 melhor que Arón Canet, o terceiro colocado. Tatsuki Suzuki aparece na sequência, com Andrea Migno, Julián García, Sergio García, Alonso López, Makar Yurchenko e Celestino Vietti completando um top-10 separado por 1s012.
 
1s357 mais lento que o líder da sessão, Lorenzo Dalla Porta ficou com o 16º tempo. O líder do Mundial fez a melhor de suas 13 voltas em 1min56s346.
 

O GP da Tailândia de Moto3 está marcado para o domingo, às 1h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o treino livre 3 da Moto3 em Buriram:

A manhã começou bastante molhada em Buriram. Diferente do primeiro dia de atividades, a chuva se fez presente antes do início do terceiro treino livre da Moto3, que chegou a ser adiado por conta das condições da pista. O termômetro indicava 22ºC, com o asfalto também em 22ºC e sem vento soprando.
 

Já haviam passado 30 minutos da programação inicial do ensaio, mas ainda sem previsão para liberarem os pilotos. O carro de segurança ia de tempos em tempos para o traçado para checar as condições e a segurança para os competidores.
 
Então, com mais de 1h de atraso, a sessão enfim foi autorizada. Durante o tempo de espera tudo aconteceu, até mesmo a invasão de um caranguejo na pista. Por conta do atraso, o treino foi reduzido para 30 minutos.
 
Depois de 1h20 de atraso, a sessão foi iniciada com Andrea Migno saltando direto para a ponta da tabela com 1min58s485, 0s506 melhor que Tom Booth-Amos, o segundo colocado. Tony Arbolino vinha em terceiro.
 
No giro seguinte, Booth-Amos sofreu uma queda sem maiores consequências físicas, enquanto Migno aproveitou para baixar para 1min57s284 e manter a ponta, agora com Canet na segunda colocação.
 
Pouco depois, John McPhee se instalou na ponta da tabela, 0s084 mais rápido que Migno. Alonso López fechava o top-3. Raúl Fernández passou pela ponta do ranking rapidamente, mas Migno logo foi a 1min56s180 e voltou a comandar. 
 
Minutos depois, Ai Ogura foi a 1min55s776 e se instalou na ponta, 0s404 mais rápido que Migno. McPhee tinha o terceiro posto, à frente de Albert Arenas e Lorenzo Dalla Porta. 
 
McPhee respondeu rápido e voltou à ponta com 1min55s417, 0s358 melhor que Ogura. Pouco depois, Darryn Binder sofreu uma queda sem maiores consequências.
 
Apesar das condições traiçoeiras, Ogura voltou a forçar o ritmo para chegar em 1min54s989 e assumir o comando mais uma vez, agora com 0s428 de margem para McPhee. López era o terceiro, à frente de Salac e Migno.
 
Instantes depois, porém, López sofreu uma queda na curva 1, mas escapou de lesões maiores. A moto, por outro lado, acabou cheia de brita e teve de ser sacudida pelos fiscais antes de poder voltar à pista.
 
Com o cronômetro zerado, ninguém bateu a marca de Ogura, que fechou o TL3 à frente de McPhee e Canet.
 

Previsão do tempo para Buriram
GP da Tailândia Chang
!function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://weatherwidget.io/js/widget.min.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,’script’,’weatherwidget-io-js’);

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube