Piloto de testes da Suzuki vê câmbio seamless como grande novidade da indústria e elogia: “É como PlayStation”

Piloto de testes da Suzuki, Nobuatsu Aoki afirmou que o câmbio seamless deixa a moto muito fácil de pilotar, como se fosse um videogame. Nipônico avaliou que a caixa de marchas ultrarrápida é a maior inovação da indústria desde o controle de tração

Piloto de testes da Suzuki, Nobuatsu Aoki afirmou que guiar a GSX-RR com o câmbio seamless é como jogar videogame. Depois de muita espera, a fábrica nipônica debutou o câmbio ultrarrápido em uma bateria de testes privados em Sepang, na Malásia.
 
Desde a etapa de Mugello, quando a Aprilia introduziu o câmbio seamless, a Suzuki se tornou a única montadora do grid da MotoGP a não contar com a tecnologia.
Nobuatsu Aoki é piloto de testes da Suzuki (Foto: Suzuki)
“Dá muita diferença”, disse Aoki em entrevista à publicação britânica ‘Crash.net’. “Cada vez que você sobe a marcha em um câmbio normal, ele corta. Mas com o seamless, isso não acontece, então a cada mudança de marcha, você ganha talvez dois metros. E é muito fácil de pilotar. É como PlayStation, uma coisa automática. É incrível”, elogiou. 
 
 Além de oferecer uma pequena vantagem na aceleração, outro bônus do seamless é a suavidade da mudança de marchas.
 
“Para fazer uma volta rápida, talvez não haja mudança, mas especialmente quando a aderência do pneu dianteiro cai e a moto começa a se mover na freada, o câmbio seamless é mais estável”, explicou. 
 
Aoki, que disputou um total de 168 corridas no Mundial de Motovelocidade entre 1990 e 2008, conquistou uma vitória nas 250cc e quatro pódios na classe rainha, acredita que o seamless é a maior inovação do motociclismo desde o controle de tração.
 
“Eu diria que, na história da motocicleta, é um grande, grande passo. O controle de tração foi um grande passo e este é o próximo”, opinou. 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

PADDOCK GP EDIÇÃO #11: ASSISTA JÁ

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube