Pol Espargaró lista opções com ida para Honda: “Vai me tornar mais forte ou me destruir”

O irmão mais novo de Aleix Espargaró negou que esteja arrependido por trocar a KTM pela Honda a partir da temporada 2021 da MotoGP. Catalão vai formar dupla com Marc Márquez

Pol Espargaró sabe que a mudança para a Honda pode destruí-lo. Titular da KTM desde 2017, o catalão vai trocar de endereço em 2021 e assumir a vaga que hoje é de Álex Márquez ao lado do hexacampeão Marc Márquez.

A temporada 2020, porém, criou dúvidas em relação a decisão de Pol. Afinal, a KTM venceu duas vezes neste ano ― com Brad Binder na Tchéquia e com Miguel Oliveira na Estíria ― enquanto a Honda tardou até mesmo em subir no pódio, já que Marc está afastado da MotoGP, em recuperação de uma fratura sofrida no braço direito na abertura do campeonato.

Em entrevista ao site da MotoGP, Pol nego que tenha se arrependido e destacou que, quando decidiu pela troca, o fez confiante de que mudaria para algo melhor.

Pol Espargaró sabe que a mudança para a Honda pode não dar tão certo (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Quando você faz uma escolha, deve ser para melhor. Seria estúpido agora pensar que deveria ficar, pois naquele momento, foi a melhor escolha que poderia ter feito. Do contrário, não teria feito”, disse Pol. “É uma questão de curiosidade, do que vai acontecer. Só estive com a KTM e com a Yamaha no passado e não sei o que posso conquistar com outra fábrica, então este tipo de mudança dá uma motivação extra. É uma motivação extra para seguir trabalhando e melhorando no futuro”, comentou.

Dividir a Honda com o mais velho dos Márquez, porém, não sinaliza facilidades, mas o caçula dos Espargaró se mostrou curioso para tentar entender de onde vem a força do espanhol de 27 anos.

“Estar ao lado do melhor piloto do mundo, com uma das melhores motos do mundo: se você não fica motivado com isso, melhor ir para casa”, ponderou. “Vai ser um passo muito importante na minha carreira, que vai me tornar mais forte ou vai me destruir. Eu sei disso. Mas estou realmente ansioso, especialmente para ver o que Márquez tem de tão diferente dos outros, por que ele é tão especial”, continuou.

“A única maneira de poder ver isso é sentando do outro lado dos boxes, checando os dados dele e tentando fazer a mesma coisa que ele faz. Se conseguir, incrível. Do contrário, é queda. Mas é a única maneira de testar”, encerrou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Europa, antepenúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube