Rossi admite fase chata da MotoGP e diz que é preciso mudar categoria: “É difícil ficar acordado”

Valentino Rossi reconheceu que MotoGP não vive uma de suas melhores fases e defendeu que é preciso mudar campeonato. Italiano também falou sobre retorno à Yamaha e disse acreditar que poderá vencer algumas corridas em 2013

 

Presidente da Ducati descarta arrependimento com contratação de Rossi: “Aumentou visibilidade”
Del Torchio afirma que Ducati deve definir posição sobre novas regras para MotoGP em um mês

Valentino Rossi costuma ser bem sincero em suas declarações e não fugiu ao padrão em uma entrevista ao site da rede britânica BBC. O multicampeão reconheceu que a MotoGP não vive uma de suas melhores fases e afirmou que é preciso mudar o campeonato. 

 
“Agora é o pior momento da MotoGP desde que eu entrei em 2000”, avaliou. “É o momento mais chato. As corridas são ruins e é muito difícil ficar acordado”, continuou. 
 
“Você olha para a Moto3, as corridas são muito divertidas, a Moto2 é fantástica e aí a MotoGP é chata”, opinou. “Então eles têm de mudar o produto”, concordou. 
Rossi acredita que poderá brigar por vitórias em 2013 (Foto: Ducati)
O piloto também falou sobre o retorno para a Yamaha. Rossi afirmou que não tem mais idade para seguir tendo dificuldades todos os fins de semana. Mesmo reconhecendo que seu retorno à Iwata será difícil, Valentino crê que poderá vencer algumas provas em 2013. 
 
“Não é o momento da minha carreira para ficar tendo dificuldades todo fim de semana”, considerou. “Vai ser difícil, mas acho que tenho potencial para vencer algumas corridas no ano que vem.”
 
Ainda, o italiano lamentou que seu projeto na Ducati não tenha funcionado. “Foi uma grande pena na Ducati”, declarou. “Era um sonho, foi ótimo e foi importante arriscar e tentar vencer pela Ducati, mas, infelizmente, não teve jeito. Foram duas temporadas muito difíceis.”
 
“Tentamos muitas coisas, mas nunca fomos capazes de resolver nossos problemas. Tivemos algumas boas corridas e alguns bons resultados, mas não o que todos esperavam. Perdemos a aposta”, sentenciou.
 
Por fim, Valentino afirmou que não sabe por quanto tempo mais seguirá correndo e que precisa ter a chance de vencer para seguir motivado. 
 
“Estou com uma certa idade e não sei mais quantos anos vou continuar na MotoGP, então eu tenho de correr com a melhor moto que puder”, afirmou. “Felizmente, durante a minha carreira eu ganhei mais ou menos tudo, então eu preciso me divertir para ter a motivação certa. Preciso chegar no circuito todo fim de semana com a chance de lutar pela vitória. Vai ser difícil, mas é por isso que mudei de equipe”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube