Rossi diz que é constrangedor pensar em correr aos 40, mas deixa futuro aberto: “Já estou paranoico pensando em parar”

Com contrato com a Yamaha até o fim de 2018, Valentino Rossi não descartou renovar seu vínculo com a casa de Iwata mais uma vez. Italiano disse que é constrangedor pensar em correr depois dos 40 anos, mas admitiu que já está paranoico pensando em pendurar o capacete em dois anos

Valentino Rossi não sabe quando dará um ponto final na carreira na MotoGP. No início do ano, o italiano renovou com a Yamaha até o fim de 2018, mas admite que não sabe se este será seu último contrato na MotoGP.
 
Durante a passagem do Mundial por Aragão, Silvano Galbusera, chefe do time de Rossi na Yamaha, afirmou que não tem certeza de que Rossi vai encerrar a carreira ao fim de 2018. Quando o atual contrato chegar ao fim, o multicampeão terá 39 anos.
Valentino Rossi ainda não sabe se vai se aposentar em 2018 (Foto: Yamaha)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Falando ao site italiano ‘GPOne’, Galbusera afirmou que a aposentadoria de Rossi seria “uma pena para todo mundo”. “Acho que ele vai continuar no mesmo nível, e aí vamos ver se ele vai parar ou não. Para mim, não é uma certeza”, afirmou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Questionado sobre as declarações de Galbusera, Valentino admitiu que está ficando paranoico só de pensar em parar em 2018.
 
“Concordo totalmente com ele”, respondeu. “Já estou paranoico pensando que tenho de parar no fim de 2018”, contou.
 
“Eu realmente gosto de ter este tipo de projeto de longo prazo: este ano, o próximo o outro”, disse. “Aí eu terei de pensar cuidadosamente sobre isso e decidir o que fazer. Vai depender muito dos resultados”, avisou.
 
Mesmo assim, Valentino afirmou que “é um pouco constrangedor pensar em continuar correndo aos 40”. “Mas eu vou ter de pensar a respeito”.
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube