Rossi fala em “primeira impressão positiva”, mas vê “longo caminho” com nova M1

Valentino Rossi fez um balanço positivo das novidades levadas pela Yamaha para o primeiro dia de testes em Valência. O #46 reconheceu, porém, que o time nipônico tem um longo caminho pela frente, especialmente com o motor

Valentino Rossi fez uma avaliação positiva das novidades levadas pela Yamaha para o primeiro dia de testes em Valência. Mas, ainda assim, o #46 ressaltou que o time ainda tem um “longo caminho pela frente”, especialmente para recuperar o déficit de velocidade do motor.
 
No primeiro dia de atividades coletivas no Ricardo Tormo, Rossi ficou com o nono tempo, 0s849 mais lento que Fabio Quartararo, que liderou uma trinca de YZR-M1. O italiano de Tavullia completou 73 voltas, a melhor delas em 1min31s012.
Valentino Rossi (Foto: Yamaha)
Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Falando à imprensa após a sessão, Rossi explicou que a primeira impressão foi positiva, mas manteve a pressão na Yamaha.
 
“A primeira impressão é bem positiva, porque melhoramos um pouco, mas é um longo caminho”, disse Rossi. “A diferença é bem grande, especialmente em velocidade máxima. Mas eu gosto da maneira que a Yamaha está trabalhando, pois tem menos confusão do que no passado, o programa é mais claro”, elogiou.
 
“Este ainda é um protótipo, então talvez possamos ter outro passo no ano que vem, algo mais, mas a sensação com a nova moto é muito positiva”, ressaltou.
 
O italiano explicou que a Yamaha está trabalhando em Valência com uma única especificação de motor ao invés de opções variadas para que os pilotos escolham.
 
Ainda, Rossi explicou que o novo chassi é “muito similar” ao anterior, mas ressaltou que “a eletrônica e o motor são as áreas onde temos de trabalhar, especialmente no motor. Mas parece que a Yamaha agora concorda”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube