VR46 apresenta moto preta fosca com detalhes em amarelo para estreia na MotoGP

Dias antes do início da temporada, a VR46 finalmente exibiu as motos de Luca Marini e Luca Bezzecchi para o campeonato de 2022 da MotoGP. É a primeira apresentação da equipe de Valentino Rossi como uma estrutura oficial da classe rainha

DUCATI MOSTRA CONFIANÇA E APOSTA EM RELAÇÃO DURADOURA COM BAGNAIA NA MOTOGP

Não existem mais segredos no grid de 2022 da MotoGP. Ou quase isso. Nesta quinta-feira (24), faltando poucos dias para início do 74º campeonato da história, a VR46 encerrou o mistério e apresentou ao mundo as Ducati de Luca Marini e Marco Bezzecchi para a temporada de estreia da equipe na classe rainha do Mundial de Motovelocidade. O time de Valentino Rossi foi o último a exibir as máquinas para o campeonato deste ano.

Depois de colocar um pezinho na categoria no ano passado em uma parceria com a Avintia, agora a VR46 desembarca de vez na MotoGP, mas com uma estrutura diferente do inicialmente planejado, já que o dinheiro da saudita Aramco jamais caiu na conta. Assim, entra em cena a Mooney, uma empresa italiana de pagamentos, que será a patrocinadora principal da escuderia de Tavullia.

A VR46 Marco Bezzecchi e Luca Marini para 2022 (Foto: Vr46)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O comando da equipe fica por conta de Pablo Nieto, que já chefiava o time em Moto3 e Moto2. Mas o dedo de Rossi pode ser visto nas estruturas individuais de cada piloto. Marini terá como engenheiro-chefe o espanhol David Muñoz, que até ano passado trabalhou com Valentino. Bezzecchi por outro lado, terá a equipe de mecânicos comandada por Matteo Flamigni, que foi telemétrico do multicampeão de 2004 até o fim da carreira. Além disso, Alessio Salucci, o melhor amigo do lendário #46, é o diretor da VR46, com Alberto Tebaldi, outro dos amigos próximos, assumindo o posto de diretor-financeiro.

Apesar da ligação umbilical de Valentino com a Yamaha, a VR46 chega à classe rainha como parceira da Ducati, que vai fornecer motos para quatro equipes: o time de fábrica e as satélites VR46, Pramac e Gresini.

O evento de divulgação começou com um vídeo na sede da VR46, em Tavullia, na Itália. Depois de um passeio pela cidade, os pilotos seguiram para Pesaro, para o Teatro Rossini, onde foi realizado o lançamento das motos de MotoGP e Moto2.

Agora aposentado da MotoGP, Valentino subiu ao palco após a apresentação dos dirigentes da equipe, acompanhado da cúpula da Mooney. Ao chegar, o italiano quis saber qual era o título com o qual seria creditado, já que estava em meio a CEOs e CFOs, mas ficou satisfeito com a informação de que tem o rótulo de “dono de equipe”.

Valentino Rossi subiu ao palco querendo saber com qual função seria creditado (Foto: Reprodução)

Depois de apresentados os pilotos, os evento ganhou um contorno musical, já que a música eletrônica do DJ Ralf se uniu ao som da Orquestra Sinfônica de Rossini, comandada pelo maestro Daniele Rossi, que tocava instrumentos como violinos, violoncelos, trombas e trompetes.

Ao fim da apresentação, Rossi retornou ao palco para, juntos dos pilotos de Moto2 e MotoGP, remover as capas e exibir motos com base preta fosca e faixas em dois tons de amarelo, um mais vivo, como é tradicional de Valentino, e um mais escuro, a marca da Mooney.

“Foi um longo caminho desde a Moto3, mas agora estamos prontos para estrear na MotoGP com a nossa equipe VR46, e temos quatro jovens pilotos que sei que darão 100% de si”, disse Rossi. “É o fim de um ciclo para mim e também para as pessoas que trabalharam com tanta paixão neste projeto ao longo dos anos. Ao mesmo tempo, é ótimo estrear e abrir um novo capítulo desta bela história na MotoGP”, seguiu.

Indo para o segundo ano na MotoGP, Marini mostrou bom ritmo a bordo da nova GP22 no teste coletivo de Mandalika e deixou a Indonésia com o terceiro melhor tempo da sessão, só 0s229 mais lento do que Pol Espargaró, o líder dos trabalhos. Bezzecchi, por sua vez, também foi forte com a GP21, a moto usada por Francesco Bagnaia no campeonato passado, e, por vezes, chegou a ser o melhor novato dos testes.

VEJA TAMBÉM
Amazon divulga trailer e confirma lançamento de série da MotoGP 

MOTOGP EM SILLY-SEASON ANTECIPADA: MILLER É QUEM TEM POSIÇÃO MAIS AMEAÇADA
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar