Yamaha se afasta de modo “tradicionalista” e põe aerodinâmica no foco: “Estamos no início”

Chefe da Yamaha, Massimo Meregalli assumiu que a marca japonesa tinha uma postura mais “tradicionalista” do que as rivais no campo aerodinâmico, já que trazia novidades, mas sem inovar. Agora, porém, a ideia é mudar de postura

A Yamaha não quer deixar nenhuma caixa intocada na tentativa de melhorar a performance na MotoGP. Chefe da equipe, Massimo Meregalli reconheceu postura “tradicionalista”, mas colocou a aerodinâmica como prioridade e avisou: “Estamos apenas no início”.

A Yamaha foi a penúltima colocada no Mundial de Construtores no ano passado, apenas 11 melhor do que a Honda, que ficou com a lanterna. Ciente dos problemas da YZR-M1, a fábrica dos três diapasões buscou mudanças até no campo dos recursos humanos, mas tem na aerodinâmica uma prioridade.

Questionado pelo site italiano GPOne se a aerodinâmica é um ponto chave para a M1, Maio respondeu: “Sim e estamos apenas no início. Entre as várias fábricas, éramos aquela que era um pouco mais tradicionalista: introduzimos uma nova asa, difusores na parte de baixo, spoilers diferentes na traseira, mas ainda não corremos nenhum risco”.

“No entanto, o caminho é o mesmo, você tem de tentar fazer a moto virar usando a aerodinâmica enquanto tentamos não penalizar muito o arrasto”, reconheceu.

VEJA TAMBÉM
▶️
 10 pilotos para ficar de olho na MotoGP 2024

Yamaha quer reforçar trabalho com aerodinâmica na MotoGP (Foto: Yamaha)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Para abreviar o tempo de evolução, especialmente das marcas japonesas, a MotoGP colocou em vigor um novo sistema de concessões, que, entre outras coisas, vai permitir mais atualizações de carenagem.

“Vamos tentar tirar vantagem das concessões que nos permitem introduzir duas evoluções durante a temporada. Devemos introduzir a primeira no GP de Mugello”, anunciou.

MotoGP volta a acelerar no final de semana de 7 a 9 de março, em Lusail, no Catar, para a abertura da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Novo diretor-técnico é maior acerto da Yamaha em luta para sair do limbo
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.