Zarco herda liderança em Misano após erro de Rins e escapa na ponta para vencer pela 6ª vez na Moto2 em 2015. Rabat é 2º

Johann Zarco herdou a liderança da Moto2 após Álex Rins errar e tirar Dominique Aegerter da disputa, mas disparou na ponta para não dar chances aos rivais e vencer a terceira consecutiva. Tito Rabat fez uma prova de recuperação para ficar em segundo, com Takaaki Nakagami voltando ao pódio

A cobertura completa do GP de San Marino no GRANDE PRÊMIO

Ao que parece, o universo conspira a favor do titulo de Johann Zarco. Neste domingo (12), o piloto da Ajo foi presenteado com a liderança da prova da Moto2 após um erro de Álex Rins — que arrancou Dominique Aegerter do topo da disputa — e tratou de fazer sua parte para conquistar em San Marino sua sexta vitória no ano.

 
Uma vez na liderança, o #5 passou a impor seu ritmo e escapou completamente das garras dos rivais. Simone Corsi e Jonas Folger logo se colocaram como principais desafiantes, mas foi Tito Rabat quem fez as honras no fim da disputa.
Johann Zarco deu mais um passo rumo ao título (Foto: Ajo Kalex)
A classificação do Mundial de Moto2 após o GP de San Marino

Depois de uma largada bastante ruim, o espanhol foi se recuperando e, aos poucos, escalando o pelotão. Primeiro, o piloto da Marc VDS tirou Folger e Corsi do caminho e, após algumas voltas de perseguição, tomou o segundo posto de Takaaki Nakagami.

Sem mais tempo para caçar Zarco, Rabat se afastou de Nakagami para confirmar o segundo posto. Corsi recebeu a bandeirada em quarto, à frente de Julián Simón, que conseguiu tomar a quinta colocação de Folger.
 
Lorenzo Baldassarri completou um bom fim de semana com seu melhor resultado no ano — um sétimo lugar —, à frente de Sandro Cortese e Luis Salom. Tom Lüthi completa o top-10.
 
Estreando no Mundial de Moto2, Luca Marini recebeu a bandeirada em 21º. O irmão de Valentino Rossi correu como wild-card pela Pons.
Com o resultado, Zarco, que celebrou com mais um backflip, chegou aos 274 pontos e agora tem 93 de vantagem para Rabat, com 125 ainda em disputa. Rins caiu para a terceira colocação, à frente de Lüthi e Lowes.
 
Saiba como foi o GP de San Marino e da Riviera de Rimini de Moto2:
 
Assim como aconteceu ao longo dos dois dias anteriores, o domingo em Misano amanheceu com sol e céu claro. Quando os pilotos da Moto2 partiram para o grid, os termômetros marcavam 26°C, com a pista alcançado a marca de 33°C. A velocidade dos ventos estava em 2 km/h.
 
Em Misano, Johann Zarco conquistou sua sexta pole no ano, apenas 0s002 à frente de Álex Rins. Tito Rabat tinha o último posto da primeira fila.
 
Neste fim de semana, a Dunlop levou para o Circuito Marco Simoncelli os compostos dianteiros macios ‘1’ e médios ‘2’ e os pneus traseiros médios ‘2’ e duros ‘3’. 
 
No grid, todos os pilotos optaram pelo composto dianteiro médio. Na traseira, os quatro primeiros optaram pela borracha dura, assim como Cortese, Salom, Lüthi, Baldassarri, Krummenacher, Siméon, West, Kallio, Pasini, Mulhauser, Marini, Alt, Warokorn e Raffin, com os demais apostando nos médios.
Tito Rabat fez uma bela prova de recuperação (Foto: Marc VDS)

Quando as luzes se apagaram na reta do Circuito Marco Simoncelli, Zarco fez uma ótima saída e manteve a ponta, com Aegerter passando Rins para assumir o segundo posto na curva 1. Nakagami era o terceiro, à frente de Syahrin, Corsi, Lowes e Rabat.

 
Na sequência, Corsi passou Syahrin, mas levou o troco quase que imediatamente. Nakagami vinha em sexto, à frente de Lowes e Rabat, que teve uma péssima saída.
 
Ao fim do primeiro giro, os três ponteiros já tinham mais de 1s de vantagem para Syahrin, que seguia firme no quarto posto.
 
Na curva 8, Aegerter passou por dentro para assumir a ponta, mas levou o troco. O suíço respondeu de imediato e, após um ligeiro toque, foi Dominique quem ficou com a liderança na Curvone. Os dois, aliás, trocaram umas cotoveladas.
 
Impondo um ritmo fortíssimo, com direito à melhor volta da corrida — 1min38s344 —, Syahrin recortou o atraso e colocou em Rins, levando Corsi, Nakagami, Lowes, Rabat e um enorme pelotão junto.
 
Na saída da Quercia, Mika Kallio sofreu um forte high-side e se despediu mais cedo da disputa em Misano. Ricky Cardús também se acidentou e abandonou.
 
Na liderança, Aegerter ia tentando escapar, enquanto Zarco era ultrapassado por Rins pela segunda colocação. Syahrin seguia em quarto, à frente de Corsi, Nakagami, Lowes, Folger, Simón e Rabat.
 
Sam lançou um belo ataque para cima de Nakagami e saltou para os sexto posto, mas errou e caiu para 11º, 1s387 atrás de Lorenzo Baldassarri.
 
Após passar Zarco, Rins começou a buscar Aegerter, levando a diferença entre os dois para 0s146. Johann, por outro lado, foi se afastando mais e mais e já tinha 0s7 de atraso para o piloto da Pons após cinco giros.
 
Pouco depois, Rins tentou passar Aegerter na Carro, mas perdeu a frente da Kalex e acabou levando Dominique junto. A dupla não se feriu e voltou correndo para as respectivas motos, mas a luta pela vitória já tinha se encerrado.
Álex Rins acabou desclassificado em Misano (Foto: Pons)

Com o acidente, Zarco foi promovido à ponta, 0s143 à frente de Syahrin, que fazia uma bela prova. Corsi tinha o terceiro posto, à frente de Folger, Nakagami, Simón, Rabat, Baldassarri, Lowes e Cortese.

 
Pouco depois, foi Álex Márquez quem escapou na curva 12 e abandonou. O espanhol não se feriu com seriedade.
 
Aegerter voltou para os boxes após ter perdido a pedaleira esquerda. A equipe substituiu a peça e mandou o piloto de volta para a pista para ganhar experiência. Falando nisso, o incidente será investigado pela direção de prova após a corrida.
 
Na ponta, Zarco logo conseguiu escapar das garras de Syahrin e foi abrindo mais e mais. Pouco depois, o malaio foi ultrapassado por Corsi e Folger e caiu para quarto. Na sequência, foi Nakagami quem passou o #55.
 
Com pouco mais de metade da prova para trás, Zarco já tinha 1s5 de vantagem na liderança. Corsi tinha a segunda colocação, à frente de Folger, Nakagami, Simón, Rabat, Syahrin, Baldassarri, Lowes e Cortese.
 
Com 14 voltas para o fim, Aegerter voltou para os boxes da Technomag após o escapamento da moto ficar pendurado. Rins seguia na disputa, rodando em 20º.
 
Na sequência, Folger atacou Corsi e assumiu a segunda colocação. Nesse ponto, o piloto da Argiñano & Ginés já tinha 2s3 de atraso para o líder.
 
Mais uma vez, a Technomag arrumou a moto de Aegerter, colocando um novo escapamento, e mandou o piloto de volta para a pista.
 
Rins, por sua vez, vinha lento pela pista, esperando o pelotão passar para não atrapalhar — mais — ninguém.
No 16º giro, Corsi conseguiu passar Folger e retomou a segunda colocação. Quarto, Nakagami vinha chegando para se juntar à briga.
 
Pouco depois, Lowes teve problema com a moto, que soltou bastante fumaça, e precisou abandonar. As imagens da TV mostraram que foi o pneu traseiro de Sam que estourou. O britânico calçava a Speed Up com uma borracha média.
 
Na frente, Nakagami chegou e passou Folger, subindo para a terceira colocação. Rabat vinha em quinto, 0s712 atrás do piloto da Argiñano & Ginés.
 
Alguns minutos mais tarde, Rabat passou Folger e assumiu o quarto posto. O #1 tinha 0s148 de atraso para Corsi.
 
Após o problema com o pneu de Lowes, a Dunlop afirmou que recomendou que todos os times utilizassem o pneu duro, que a borracha mais mole perderia muita performance após 15 voltas.
 
Sem muita demora, Rabat tomou de Corsi o terceiro posto, mas o piloto da Forward seguiu por perto para tentar uma reação.
 
Mesmo completamente fora da disputa, Rins seguiu metido no meio do pelotão e acabou recebendo bandeira preta. Enquanto se dirigia para os boxes, o espanhol ia se despedindo do público. O #40 chegou a passar Corsi pelo 4º posto, mas era o 24º na disputa.

Moto2, GP de San Marino e da Riviera de Rimini, Misano, Final:

 
1
5
JOHANN ZARCO
FRA
AJO Kalex
42:38.099
26 voltas
2
1
ESTEVE RABAT
ESP
MARC VDS Kalex
+3.850
 
3
30
TAKAAKI NAKAGAMI
JAP
TEAM TADY Kalex
+5.388
 
4
3
SIMONE CORSI
ITA
FORWARD Kalex
+7.058
 
5
60
JULIÁN SIMÓN
ESP
QMMF Speed Up
+9.225
 
6
94
JONAS FOLGER
ALE
ARGIÑANO & GINÉS Kalex
+10.466
 
7
7
LORENZO BALDASSARRI
ITA
FORWARD Kalex
+13.784
 
8
11
SANDRO CORTESE
ALE
INTACT Kalex
+16.334
 
9
39
LUIS SALOM
ESP
PONS Kalex
+17.896
 
10
12
THOMAS LÜTHI
SUI
INTERWETTEN Kalex
+18.353
 
11
49
AXEL PONS
ESP
ARGIÑANO & GINÉS Kalex
+24.029
 
12
19
XAVIER SIMÉON
BEL
GRESINI Kalex
+27.609
 
13
25
AZLAN SHAH
MAS
TEAM TADY Kalex
+29.037
 
14
4
RANDY KRUMMENACHER
SUI
JIR KALEX
+32.140
 
15
95
ANTHONY WEST
AUS
QMMF Speed Up
+33.312
 
16
54
MATTIA PASINI
ITA
GRESINI Kalex
+36.315
 
17
23
MARCEL SCHROTTER
ALE
TECH3 Mistral 610
+37.245
 
18
55
HAFIZH SYAHRIN
MAS
RACELINE Kalex
+43.947
 
19
96
LOUIS ROSSI
FRA
TASCA Tech3
+43.986
 
20
10
THITIPONG WAROKORN
TAI
SAG Kalex
+52.354
 
21
9
LUCA MARINI
ITA
PONS Kalex
+1:01.171
 
22
66
FLORIAN ALT
ALE
IODA Suter
+1:05.168
 
23
97
XAVIER VIERGE
ESP
TECH3 Mistral 610
+1 volta
 
24
77
DOMINIQUE AEGERTER
SUI
INTERWETTEN Kalex
+3 voltas
 
 
64
FEDERICO CARICASULO
ITA
ITALTRANS Kalex
NC
 
 
22
SAM LOWES
ING
SPEED UP
NC
 
 
2
JESKO RAFFIN
SUI
SAG Kalex
NC
 
 
73
ÁLEX MÁRQUEZ
ESP
MARC VDS Kalex
NC
 
 
70
ROBIN MULHAUSER
SUI
INTERWETTEN Kalex
NC
 
 
36
MIKA KALLIO
FIN
ITALTRANS Kalex
NC
 
 
88
RICKY CARDÚS
ESP
JPMOTO MALAYSIA Suter
NC
 
 
40
ÁLEX RINS
ESP
PONS Kalex
Desclassificado
 
 
 
 
 
 
 
 
POLE
JOHANN ZARCO
FRA
AJO Kalex
1:36.754
157.2 km/h
VOLTA MAIS RÁPIDA
JOHANN ZARCO
FRA
AJO Kalex
1:37.422
156.1km/h
RECORDE
POL ESPARGARÓ
ESP
PONS Kalex
1:38.070
155.1 km/h
MELHOR VOLTA
JOHANN ZARCO
FRA
AJO Kalex
1:36.754
157.2 km/h
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 26ºC | pista: 32ºC

#GALERIA(5446)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube