Zarco rebate rumores sobre Honda e nega medo de formar dupla com Márquez: “É como equipe dos sonhos”

O futuro de Johann Zarco foi alvo de rumores no paddock no Catar. Em Losail, começou a circular a informação de que o francês poderia ir para a Honda, sendo companheiro de Marc Márquez. Sobre isso, o piloto falou que seria a equipe dos sonhos

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A MotoGP acabou de dar o pontapé inicial para a temporada 2018, mas os rumores sobre a dança das cadeiras já estão a todo vapor. O próximo lance interessante que se especula que seria visto no grid é a ida de Johann Zarco para a Honda.
 

Marc Márquez, Valentino Rossi e Maverick Viñales já sabem seus destinos para os próximos anos, com contratos assinados para as próximas temporadas. Enquanto isso, o francês da Tech3 tem sido apontado em diversas fábricas, como Honda, Suzuki e KTM.
 
No entanto, entre todos os rumores que surgiram no paddock em Losail, o mais interessante e que chamou a atenção foi de que poderia ser companheiro do #93. Atualmente, Dani Pedrosa ainda não definiu os próximos passos de sua carreira.
Quais serão os próximos passos de Johann Zarco? (Foto: Michelin)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Enquanto para alguns fazer par com um piloto quatro vezes campeão poderia ser assustador, Zarco mostrou animação com a possibilidade. “Por que ter medo? Ser companheiro de Márquez seria algo legal”, comentou.
 

“É como equipe dos sonhos. Quando eu era pequeno e assistia a MotoGP, não via muito, mas lembro de imagens de Mick Doohan. Depois foi de Valentino Rossi na Honda, e agora Márquez. É sempre um time legal de se ver”, seguiu.
 
Mas apesar de todo o burburinho sobre o seu futuro, Johann não tem pressa para tomar a decisão, ainda mais no início da temporada. “Preciso esperar e ter calma. Eu acho que primeiro devo correr as três primeiras corridas do ano, e então saberemos”, disse.
 
“[A performance da moto] É um fator importante [na decisão] com certeza! Mas também preciso ver as oportunidades que chegam até mim. Eu fiz ótimos testes, mas correr ótimas corridas é o que faz a diferença”, completou.
 
A partir de 2019, a Tech3 vai mudar o chassi de Yamaha para KTM, e apesar de Herve Poncharal, chefe da equipe, expressar seu desejo em manter o competidor, foi direto. “Caso Johann não consiga uma moto de fábrica, acredito que há algo errado”. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube