Outras

Com pernas amputadas, Monger volta às pistas em teste com Fusca de corrida em Brands Hatch

Quase três meses depois de perder as pernas em um acidente na F4 Inglesa, Billy Monger voltou a sentar em um carro. Em um teste da Fun Cup, categoria que usa réplicas de Fuscas, o piloto começou a se acostumar com um novo estilo de pilotagem
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Billy Monger voltou às pistas (Foto: Team BRIT)

Nem três meses se passaram desde o grave acidente de F4 Inglesa que resultou na amputação das duas pernas de Billy Monger. Mas o piloto britânico já voltou a sentar em um carro: nesta terça-feira (4), Monger fez um teste pela Fun Cup, categoria europeia que promove corridas com réplicas de Fuscas, no tradicional circuito de Brands Hatch.
 
“É muito bom voltar a sentar em um carro, mal posso esperar para voltar amanhã”, disse Billy. “Pude testar dois tipos de volante hoje, escolhi o que prefiro, agora é questão de aperfeiçoar a técnica para brigar por vitórias quando eu voltar”, completou, fazendo referência ao volante modificado que vai usar daqui em diante.
 
Além da adaptação, o teste também serve para Monger recuperar a licença de piloto. Caso consiga permissão para correr profissionalmente novamente, Billy pode disputar etapas da Fun Cup ainda em 2017.
Billy Monger voltou às pistas (Foto: Team BRIT)

O teste aconteceu através do apoio da Team BRIT, instituição que ajuda deficientes a crescer no automobilismo. 
 
“O objetivo do Team BRIT é permitir que pilotos com todos os tipos de deficiências sejam competitivos. O objetivo principal de hoje era permitir que o Billy voltasse à pista e, depois, tentar recuperar a licença de piloto para seguir a jornada”, disse Dave Player, fundador da entidade.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU