Para participar de nova categoria da World Series, Renault escolhe Tuka Rocha para testar novo R.S.01 em Valência

O GRANDE PRÊMIO soube nesta quarta-feira que Tuka Rocha vai testar o novo R.S. 01. O carro da Renault, que vai ser utilizado em uma nova categoria da World Series, será avaliado pelo brasileiro em Valência.

Para os ajustes finais do novo R.S. 01, modelo esportivo que vai participar de competições nesta temporada, a Renault chamou Tuka Rocha para realizar testes em Valência, soube o GRANDE PRÊMIO nesta quarta-feira (11).
 
A marca francesa fez um carro de turismo projetado para uso em pistas de corrida. Desenvolvido no tempo recorde de cinco meses, o R.S. 01 vai competir nesta temporada 2015 em uma categoria própria dentro da World Series.
 
O modelo é feito sobre um chassi de fibra de carbono, que segue as especificações dos carros de Le Mans. Seu peso é de 1.100 kg e tem um motor V6 biturbo do Nissan GT-R, que chega a 557 cv e passa dos 300 km/h.
Tuka Rocha vai testar o novo R.S. 01 em Valência (Miguel Costa Jr,/RF1)
A Renault fez o convite ao Tuka para que testasse este carro, inicialmente avaliado pelo francês tetracampeão mundial de F1 Alain Prost.
 
O brasileiro negocia para participar do campeonato pela equipe Zele Racing.
O piloto de 32 anos mostrou-se contente pelo convite e ressaltou que o R.S. 01 vira tempos próximos aos alcançados por carros que disputam o DTM.
 
"Fico feliz em saber que os anos na Europa não foram esquecidos. O convite da Renault me deixa muito lisonjeado e espero poder ajudar a montadora com o máximo de informações possíveis para o desenvolvimento do carro. O R.S. 01 vira tempos mais rápidos que um GT3 e próximo de um DTM e isso tudo vai ser bastante interessante. Voltar a Europa e logo em projeto tão grandioso é algo muito legal", disse.

Os testes do brasileiro com o novo modelo da Renault vão acontecer durante o Carnaval, entre os próximos dias 14 e 15.

 
Tuka encerrou a temporada 2014 da Stock Car na 24ª colocação. Esta foi a quarta temporada do piloto na categoria brasileira. Em 2006 e 2007, disputou a A1 GP e, em 2008, defendeu o Flamengo na F-Superliga.
Este é o novo R.S. 01, carro que será testado por Tuka Rocha (Foto: Renault)
UM OUTRO MASSA

Confiança renovada. Talvez seja este o principal ponto positivo da mudança de Felipe Massa para a Williams. A troca de equipe no início de 2014, nas palavras do próprio piloto, foi uma virada na carreira. Há um ano na Williams, é Felipe Massa quem faz a avaliação de que sua confiança está “muito acima” do que nos tempos de Ferrari. O que aconteceu entre 2010 e 2013 foi deixado no passado. “Estou muito bem. Consegui dar uma virada naquilo que estava acontecendo e que eu estava passando na Ferrari. Estou muito bem, feliz, 100% motivado e com uma confiança muito acima do que eu estava quando saí da Ferrari”, diz o piloto de 33 anos em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO no motorhome da Williams em Jerez de la Frontera, durante o primeiro teste da pré-temporada.

Confira a entrevista exclusiva completa com Felipe Massa no GRANDE PRÊMIO

MISSÃO A CUMPRIR

"Vou ganhar outro campeonato antes de me aposentar". É o que diz Pat Symonds, diretor-técnico da Williams e um dos pilares do renascimento da equipe de Grove. O veterano falou em uma entrevista ao site oficial da F1 sobre como encontrou a Williams em 2013, o que pensa do futuro da equipe, da categoria e de si mesmo e analisou seus pilotos. 

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO

 A ODISSEIA DE ANDRÉ SUGUITA
Trader do mercado financeiro, André Suguita, paulista de 34 anos, aproveitou uma pausa em suas atividades em bancos de investimento para montar em um quadriciclo Can-AM Renegade e encarar os 9.295 km do Dakar — 4.752 deles de trecho cronometrado. Recém-chegado da aventura por Argentina, Bolívia e Chile, Suguita conversou com o GRANDE PRÊMIO e deu um relato entusiasmado de sua aventura. Décimo colocado na edição 2015 e primeiro brasileiro a completar o Dakar a bordo de um quadriciclo, André sentiu na pele as dores, os medos e as alegrias da maior prova off-road do mundo. Em ‘A Odisseia de André Suguita’, o GP traz um impressionante relato em três capítulos do brasileiro que realizou um sonho de infância e, de quebra, trouxe na bagagem lições que levará para toda a vida.

Dakar.

Leia mais no GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube