Pilota Vanessa Daya morre em decorrência de acidente sofrido no Autódromo de Brasília

A pilota não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugda desta quarta-feira. Antes mesmo de a morte ser anunciada, a Federação de Motociclismo do Distrito Federal convocou uma comissão para investigar as causas do acidente

A pilota Vanessa Daya morreu na madrugada desta quarta-feira (17) em decorrência de um grave acidente sofrido na terceira etapa do Campeonato Brasiliense de Motovelocidade, disputado no último final de semana. Vanessa, que venceu o título da categoria Superbike com Batom no ano passado, caiu na sétima volta da corrida na curva do Drive-In e foi parar em uma vala na área de escape do circuito. A moto, que decolou no acidente, acabou acertando a cabeça da pilota de 31 anos.

Ela chegou a ser socorrida pela equipe de resgate do campeonato e levada ao Hospital de Base. A categoria informou que ela sofreu um corte profundo no rosto, um edema cerebral e teve o rompimento de uma artéria do pescoço, sendo operada durante a madrugada para tentar conter os ferimentos.

(Foto: Facebook/ Capital Racing)

Relacionadas


Um dia antes de a morte da pilota ser anunciada, a Federação de Motociclismo do Distrito Federal (FMDF) convocou uma comissão para investigar as causas do acidente. Segundo a federação, a comissão vai analisar o estado de conservação da moto, os equipamentos de segurança pessoal da pilota e as condições da pista.

Ao final do trabalho a comissão divulgará um relatório com as considerações sobre o acidente fatal.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.