carregando
Rali

Pandemia do coronavírus faz Mundial de Rali adiar etapas de Portugal e da Itália

Chefão do WRC, Oliver Ciesla disse que o avanço do Covid-19 na Europa torna impossível a realização das etapas de Portugal e Itália, que aconteceriam entre 21 e 24 de maio e 4 e 7 de junho, respectivamente. Em teoria, agora a quarta prova do Mundial é o Rali Safari, no Quênia, marcado para os dias 16 a 19 de julho

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

A tragédia sanitária provocada pela pandemia do novo coronavírus na Europa deixou a organização do Mundial de Rali sem alternativas a não ser adiar as próximas duas etapas do campeonato. Depois do Rali do México, que recebeu muitas críticas por ter sido realizado diante de um cenário de crise global, o calendário da temporada 2020 reservava os ralis de Portugal e da Itália, quarta e quinta etapas, para os dias 21 a 24 de maio e 4 a 7 de junho, respectivamente. 
 
Mas, assim como aconteceu com o Rali da Argentina, as provas na Europa foram adiadas, ainda sem novas datas previstas no calendário.
Dani Sordo venceu o Rali da Itália em 2019 (Foto: WRC)
A Itália é o país que mais registrou mortes causadas pelo novo coronavírus, 6.820, sendo o atual epicentro da doença, com 69.176 casos confirmados, de acordo com a última atualização da universidade norte-americana Johns Hopkins. Portugal, também em estado de emergência, tem um total oficial de 2.362 casos positivos para coronavírus e 12 mortes.
 
A expectativa de Oliver Ciesla, chefão do WRC, é a de alocar as etapas adiadas para o fim do ano. Mas tudo vai depender do avanço e desenvolvimento da pandemia ao redor do mundo nos próximos meses.
 
“Todas as partes vão trabalhar para encontrar possíveis datas alternativas para os ralis adiados para o fim da temporada, caso a situação do Covid-19 melhore, levando em consideração a logística do campeonato, a capacidade dos competidores de viajar normalmente e a capacidade do país em questão de preparar e sediar o WRC em tal momento”, disse o dirigente.
 
Sem os ralis de Argentina, Portugal e Itália, o calendário tem como próxima etapa o Rali Safari, que volta ao Mundial de Rali nesta temporada. A tradicional prova realizada no Quênia está prevista para os dias 16 a 19 de julho. Atualmente, o país registra um total de 25 infectados pelo Covid-19.
 
Com três etapas já disputadas, o francês Sébastien Ogier, da Toyota, lidera o campeonato com 62 pontos, contra 54 do britânico Elfyn Evans, também da equipe nipogermânica, enquanto Thierry Neuville, piloto belga da Hyundai, vem em terceiro, com 42.
Paddockast #53
TÉO JOSÉ - O HOMEM QUE 'NÃO PERDE MAIS'


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.