Tunico Maciel morre aos 26 anos após acidente grave na última etapa do Sertões

Tunico Maciel, que na última sexta-feira havia se sagrado campeão do Brasileiro de Rali Cross-Country, sofreu uma queda quando lutava pelo título do Sertões nas motos. O piloto nascido em Lavras foi encaminhado para o Hospital UDI, de São Luís, no Maranhão, mas não resistiu aos ferimentos e teve morte anunciada pela Honda Racing nesta segunda-feira

A segunda-feira (9) também é de luto para o esporte a motor brasileiro. Tunico Maciel, bicampeão do Sertões, integrante da Honda Racing há cinco anos e bicampeão do Brasileiro de Rali Cross-Country, teve sua morte anunciada nesta tarde. Nascido em Lavras, o mineiro de 26 anos sofreu um grave acidente enquanto lutava pela vitória no Sertões no último sábado, a caminho de Barreirinhas, sendo socorrido primeiramente por Ricardo Martins, da Yamaha, que venceu o rali, e depois por outros 19 pilotos que pararam para socorrer Maciel.

Logo após o acidente, Tunico foi removido de helicóptero para o hospital UDI, em São Luís, capital do Maranhão, onde ficou internado desde então. A organização do Sertões informou, no domingo, que o piloto da Honda foi levado ao hospital em estado estável e, depois, não foram mais divulgadas atualizações médicas.

Tunico Maciel sofreu acidente na última etapa do Sertões 2020 (Foto: Rodolfo Bazetto/Shez)

Contudo, na tarde desta segunda-feira, veio a pior notícia com a confirmação da morte do piloto mineiro. A informação foi oficializada pelas assessorias de imprensa da Honda Racing e também do Sertões.

“A equipe Honda Racing de Rally lamenta profundamente o falecimento do piloto Tunico Maciel e presta condolências aos familiares, amigos e fãs do atleta. Tunico estava internado desde sábado (7/11), em São Luís (MA), em decorrência de um acidente sofrido durante a disputa do Sertões 2020, e na manhã desta segunda-feira (9/11), infelizmente, não resistiu aos ferimentos”, informou a equipe.

“Além de exemplo de pessoa, em função do carisma e de seu caráter, Tunico era um piloto extremamente habilidoso e dedicado. Ele estava na equipe Honda Racing desde 2015, na qual conquistou dois títulos no Sertões e o recente bicampeonato brasileiro de Rally Cross Country. A equipe Honda Racing segue à disposição dos familiares, oferecendo a assistência necessária. A comunidade do motociclismo está em luto. Ao Tunico Maciel, o nosso muito obrigado. Você é o nosso eterno campeão”, completou a marca.

“Com imensa tristeza o Sertões recebe a notícia do falecimento do piloto Tunico Maciel, na manhã desta segunda feira, 09/11/2020, no UDI Hospital, em São Luis (MA). O bicampeão da prova não resistiu aos ferimentos sofridos em um acidente na última especial do Sertões 2020. À família, companheiros de trabalho e aos amigos mais próximos de Tunico, a nossa solidariedade e as nossas orações. A Família Sertões está de luto”, escreveu a comunicação do rali.

Na última sexta-feira, na esteira do cancelamento da sexta etapa do Sertões, em virtude do mau tempo, Tunico foi declarado campeão do Brasileiro de Rali Cross-Country. O piloto abriu o grid de largada na disputa das motos no último dia do Sertões e lutava pelo bicampeonato da prova com Ricardo Martins, que acabou levando o título. O catarinense foi quem acionou o resgate depois de ter sido o primeiro a parar para socorrer Maciel.

A trágica e precoce morte de Maciel vem menos de 24 horas depois de o motociclismo brasileiro sofrer com outra perda, e de um piloto igualmente jovem.

Na tarde do último domingo, durante disputa de etapa do SuperBike Brasil, em Interlagos, Matheus Barbosa, goiano de 22 anos, sofreu um acidente muito forte ao perder o controle da sua moto Suzuki e bater violentamente no muro da curva da Junção. A bandeira vermelha foi acionada por volta de 13h30 (de Brasília).

A notícia da morte de Barbosa foi confirmada pouco depois pela organização da competição.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube