Casarini/Mayer comanda prólogo do Sertões 2020 nos UTVs. Piquet é 21º

A Can-Am dominou o prólogo dos UTVs nesta sexta-feira no Velocitta. Denísio Casarini e seu navegador, Ivo Renato Mayer, fecharam na frente, seguidos por Rodrigo Varela e Gunnar Dums e, em terceiro, a dupla formada por Gabriel Varela e Eduardo Shiga. Nelsinho Piquet foi o 21º

Leia no GRANDE PREMIUM
Como Sertões almeja superar Dakar e ser o maior rali do mundo
A galeria com todos os campeões e as lendas do Sertões

Em prólogo amplamente dominado pela marca Can-Am, que ocupou todas as 14 primeiras posições, Denísio Casarini e seu navegador, Ivo Renato Mayer, terminaram na frente a tomada de tempos que definiu a ordem de largada do Sertões 2020 na competição dos UTVs. Ao longo do percurso de 4.730 m na tarde nublada e de muito vento nesta sexta-feira (30) em Mogi Guaçu, onde está localizado o autódromo Velocitta, a dupla cravou 4min14s4 a bordo do seu Maverick X3.

Casarini e Mayer deixaram para trás os irmãos Varela. Filhos do campeão do Dakar em 2018, Reinaldo Varela, Rodrigo e Gabriel terminaram o prólogo em segundo e terceiro, respectivamente. Rodrigo, que compete ao lado do navegador Gunnar Dums, marcou 4min16s8s na tomada de tempos, enquanto Gabriel, que corre com o copiloto Eduardo Shiga, registrou 4min22s3, os dois com Maverick X3 XRS.

Leia também: Motul une forças com Sertões, traz expertise de lubrificantes e batiza categoria dos fortes

DENÍSIO CASARINI; IVO MAYER; UTV; PRÓLOGO; SERTÕES;
Denísio Casarini e Ivo Mayer venceram o prólogo nos UTVs no Velocitta (Foto: Vinícius Branca/Sertões)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sem área de escape, o percurso do circuito não permite erros. Houve até um capotamento de uma tripulação, que conseguiu retomar para a disputa e cruzar a zona de meta, uma vez que o bólido apresentou poucos danos.

Rodrigo Varela lembrou que o prólogo tem a capacidade de fazer com que o competidor sinta pra valer o clima da competição.

“O prólogo sempre é muito emocionante, porque os pilotos e navegadores precisam estar totalmente concentrados. E esse foi um fator especialmente importante hoje, porque o traçado era manhoso e não permitia erro. Mas foi bom pra gente já sentir um pouco da adrenalina que vamos experimentar nos próximos dias. Temos quase 5 mil km de corrida pela frente neste Sertões”, disse.

Cristiano Batista, que marcou 4min23s2, marcou o quarto tempo ao lado de Robledo Nicoletti, enquanto Francesco Franciosi, correndo em parceria com Ana Paula Franciosi, completou o percurso em 4min24s5s. A famosa dupla formada por Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin completou o prólogo em sexto com 4min24s1 como tempo. Reinaldo terminou à frente de um dos filhos, Bruno Varela, que fecha dupla com Gustavo Bortolanza. O duo concluiu o prólogo em 4min25s3, mesmo tempo de Otávio Souza Leite e Paulo Afonso Medina, em nono.

SERTÕES; SERTÕES 2020; RODRIGO VARELA; GUNNAR DUMS; UTV;
Rodrigo Varela e Gunnar Dums fecharam em segundo o prólogo nos UTVs (Foto: Vinícius Branca/Sertões)

Cristian Mai Domecg, ao lado de João Luis Stal, com um UTV da Cotton Racing, foi o nono na tabela de tempos, seguido por Marcelo Tomasoni e Breno Resende. A dupla campeã do Sertões em 2019, Denísio do Nascimento e Idali Bosse, fechou em 11º lugar com 4min28s9.

Em sua primeira participação no Sertões, Nelsinho Piquet, que vai fazer as primeiras especiais da prova ao lado do navegador Marcos Pastein, anotou o 21º tempo do prólogo. O ex-piloto da Fórmula 1 e da Nascar e primeiro campeão da Fórmula E cravou 4min33s9 na sua passagem pelo percurso composto de pedrisco e cascalho do Velocitta.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube