Campeão em 2018, Sainz vê Toyota “muito forte” no Rali Dakar 2019 e aponta favorito “claro”: Al-Attiyah

Carlos Sainz começou uma perseguição pelo segundo título seguido no Rali Dakar que, segundo ele próprio, tende a ser inglória. O espanhol vê uma chance maior de tricampeonato para o príncipe catari Nasser Al-Attiyah

Após o primeiro dia da competição dos carros no Rali Dakar, a última segunda-feira, o atual campeão Carlos Sainz disse algumas coisas. Uma delas é que não queria vencer a especial de abertura – e não venceu. Ao mesmo tempo, colocou a Toyota e Nasser Al-Attiyah como favoritos para o Dakar 2019.
 
Sainz terminou a especial disputada entre Lima e Pisco, no Peru, 1min59s atrás de Al-Attiyah. O suficiente para colocar suas fichas no rival.
 
"A seção foi similar à área em que  andamos ano passado ano passado nessa mesma fase, então sabíamos o que encontrar. Estamos calmos, porque não queríamos abrir [o segundo estágio]", disse.
Carlos Sainz (Foto: Red Bull Content Pool)

"Hoje [terça-feira] já é um dia para forçar o carro, mas a realidade é que as Toyota são muito fortes. Al-Attiyah é o favorito claro, está no quintal de casa. Ainda que seja verdade que ele tenha cometido erros ano passado e mostrado que não é infalível nesse terreno", seguiu.

Assim como Sainz, Al-Attiyah também afirmou que não fazia muita questão de liderar a primeira – e curta etapa. 

 
"Foi um bom primeiro dia. Ganhamos o estágio, mas não forçamos muito. Estou feliz com o carro e os pneus, é um novo pneu para o Dakar. Parece estar indo tudo bem", argumentou.
 
"Cheguei ao Carlos nos últimos 15 km, mas fiquei atrás. Precisava apenas manter minha velocidade, porque não muda nada, um minuto ou dez segundos é a mesma coisa. O plano era se manter rápido. Eu vi que ganhei o estágio com bom tempo, então fiquei feliz", encerrou. 
Nasser Al-Attiyah (Foto: Red Bull Content Pool)

Apesar das declarações dos dois, ambos tiveram problemas nesta terça-feira (8), na etapa entre Pisco e San Juan de Marcona. Sébastien Loeb ganhou a etapa e Giniel de Villiers, da Toyota, assumiu a liderança geral – seguido de Bernhard Ten Brinke, também da Toyota.

 
Sainz está na sexta colocação, enquanto Al-Attiyah é o oitavo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube