Após punição tardia, Zonta herda 2ª colocação em final e dá vice da Stock Car para Shell

Ricardo Zonta terminou a temporada 2020 na segunda colocação, sua melhor na longa carreira na categoria. Agora, já pensa em manter a boa fase no próximo ano

A Stock Car demorou duas horas, mas resolveu punir Cesar Ramos, na pista segundo colocado da final em Interlagos, disputada neste domingo (13), e assim Ricardo Zonta não só subiu um posto no pódio, como se tornou vice da categoria em 2020 pela Shell.

O vice é o melhor desempenho de Zonta em sua longa carreira na Stock Car, a qual disputa desde 2007. E consolida, também, a parceria da Shell com a RCM, formada neste ano e com contrato renovado para 2021.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ricardo Zonta (Foto: José Mário Dias/Shell)

O piloto do carro #10 somou 278 pontos após as 12 etapas, ficando a 13 do campeão, Ricardo Maurício, e três acima de Daniel Serra, o terceiro colocado na classificação final.

“Trabalhamos o fim de semana inteiro, principalmente para a corrida, fazendo um carro para a corrida. Sabíamos que tínhamos um potencial brilhante para ela”, comentou Zonta.

Para ele, tal potencial permitia brigar com Maurício pela vitória, mas o toque de Ramos, que causou a punição, prejudicou: “Na curva do Sol eu já coloquei do lado dele, já tinha preferência da curva seguinte, e ele me jogou na grama. A sujeira de toda a grama veio no meu radiador e na ventilação nos freios, e a corrida inteira comecei a ter problema com o pedal do freio, não tinha mais eficiência nenhuma, uma pena”, descreveu.

O carro danificado de Ricardo Zonta (Foto: José Mário Dias/Shell)

“Tínhamos carro para brigar com o Ricardo Maurício, e era outro papo, quem ganhasse era campeão. Era o nosso objetivo, uma pena. Estou muito feliz por um lado, porque chegamos com boas chances de ser campeão”, seguiu.

Zonta ainda resumiu a temporada que culminou no vice-campeonato: “Analisando a temporada inteira, foi a primeira vez que cheguei com chances de ser campeão. Todo o ano estávamos carregando lastro de sucesso, com chance de andar entre os quatro primeiros todo o campeonato. Então, hoje sei que cometi erros, deixei de ganhar alguns pontos, como Curitiba, onde poderia ter levado dez pontos a mais, teve a batida de Goiânia, poderia ter chegado aqui com 15 pontos a mais.”

“São coisas que, mesmo com a experiência que tenho, tudo, é uma categoria que você tem de cuidar. Os pontos são muito preciosos. Chego feliz e sei que no ano que vem vou estar muito mais bem preparado para disputar o campeonato, isso que é importante”, concluiu o paranaense.

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar