“Fizemos do limão uma limonada”: Abreu mostra satisfação com jornada em Cascavel

O piloto da Crown/Shell Racing terminou as três corridas do intenso fim de semana da Stock Car entre os dez primeiros, tendo como ponto alto a recuperação no sábado, saindo de 17º para sexto lugar

Quando partiu para acelerar no fim de semana no autódromo Zilmar Beux, em Cascavel, para a inédita rodada tripla que a Stock Car promoveu, Átila Abreu levava na bagagem boas expectativas. Isso porque o sorocabano venceu no oeste do Paraná nos dois últimos anos. Mas a jornada nas corridas de sábado e domingo com o Chevrolet Cruze #51 da Crown Racing foi complicada para o piloto, que teve de lidar com a falta de performance em muitos momentos. Mesmo assim, Átila conseguiu três top-10, com destaque para a corrida válida pela quinta etapa, no sábado, quando largou de 17º para terminar na sexta posição. No domingo (4), mais pontos importantes para o piloto da Shell com a sétima e a nona colocações nas provas válidas pela sexta etapa do campeonato.

Na tabela de uma disputa completamente parelha e imprevisível, o líder é um piloto que vem se destacando pela boa performance e incrível regularidade. César Ramos só zerou em uma prova, a corrida 2 da etapa de Londrina, e soma 146 pontos no campeonato. O gaúcho da A.Mattheis/Ipiranga tem 14 à frente de Ricardo Zonta, da RCM/Shell, enquanto Ricardo Maurício e Thiago Camilo, da RC/Eurofarma e A.Mattheis/Ipiranga, estão empatados e têm 130, cada.

Átila Abreu somou pontos importantes para o campeonato (Foto: José Mário Dias/Shell)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Rubens Barrichello, que era o líder até a rodada tripla de Cascavel, caiu para quinto e tem 126 tentos com o carro da Full Time. Atual tricampeão, Daniel Serra, da RC/Eurofarma, tem 119, contra 116 de Átila.

Ao comentar sobre os trabalhos ao longo do fim de semana em Cascavel, Abreu ressaltou a importância dos 41 pontos somados na rodada tripla.

“Foi um fim de semana interessante para o campeonato. Chegamos a 30 pontos do líder e saímos a 30 pontos do líder. Se pegarmos as corridas de ontem e hoje, fui um dos maiores pontuadores de Cascavel, mesmo sem ter o carro mais competitivo”, disse o piloto da equipe chefiada por Duda Pamplona.

“Estamos sofrendo com a performance ainda, estamos conseguindo somar alguns pontos, mas falta encaixar para ser mais combativo e tentar brigar por uma vitória e pódios mais consistentes. É continuar trabalhando”, avisou.

“Saímos no lucro se contar que largamos em 17º e conseguimos um bom resultado. Hoje [domingo] fui no primeiro grupo [da classificação], que tinha óleo na pista, e não consegui entrar no Q2. Uma corrida 1 com a performance que nos permitia. E, na corrida 2, o safety-car nos judiou; aqueles que tinham se preparado melhor na corrida 1, com mais pneu e combustível, tiveram alguma vantagem, e isso nos custou algumas posições. Junto a isso, a performance que não tínhamos”, explicou.

Ao reconhecer que ainda não tem carro capaz de lutar diretamente por vitórias, Átila lembra que o foco é seguir somando pontos para o campeonato. Somente Abreu e Ricardo Maurício, terceiro na tabela, pontuaram em todas as nove corridas do ano até agora na Stock Car.

“Estamos fazendo a nossa parte, somando, precisamos continuar trabalhando para evoluir o carro. Há lições que nós tiramos daqui: coisas que vamos ter de testar nas próximas corridas, e ser mais ousado para conseguir essa performance”, disse.

“Mas estou satisfeito, foi um fim de semana interessante. Fizemos do limão uma limonada. Vamos para o VeloCittà”, complementou o dono do carro #51.

A próxima etapa do campeonato, que está marcada para o autódromo localizado em Mogi Guaçu, interior de São Paulo, vai ser no regime de rodada dupla nos dias 17 e 18 de outubro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube