Em palco de vitórias, Shell volta a Goiânia com bom retrospecto e Zonta na luta pelo título

Vice-líder do campeonato, Ricardo Zonta triunfou em Goiânia na abertura da temporada, enquanto Átila Abreu e Gaetano di Mauro já levaram a Shell ao topo do pódio no Planalto Central. Galid Osman, por sua vez, regressa à pista onde obteve sua melhor pontuação no ano

A Stock Car realiza neste fim de semana uma jornada decisiva antes da decisão do título da temporada 2020. Entre sábado e domingo, a principal categoria do automobilismo brasileiro vai disputar suas etapas 10 e 11 do campeonato em um dos seus palcos mais tradicionais, Goiânia, que também recebeu a abertura desta incomum temporada marcada pela pandemia no fim de julho. Foi lá que Ricardo Zonta, atual vice-líder na tabela de pontos e na luta direta pelo título, iniciou o ano com vitória. Também no Planalto Central, a Shell traz um bom retrospecto com Átila Abreu, vencedor em 2016 e 2017 e Gaetano di Mauro, que subiu ao topo do pódio no antigo Brasileiro de Turismo (atual Stock Light), também em 2017. Na capital de Goiás, Galid Osman alcançou sua melhor pontuação num fim de semana ao longo de 2020.

Em sua melhor temporada ao longo de 13 anos na Stock Car, Zonta busca neste fim de semana o máximo possível de pontos para chegar a Interlagos, dia da decisão do campeonato, em 13 de dezembro, com grandes condições de conquistar seu primeiro título. O experiente piloto da Shell e da RCM aposta na grande performance obtida neste ano, onde largou na pole-position e venceu em Goiânia, como trunfo para repetir o desempenho neste fim de semana.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ricardo Zonta é o vice-líder (Foto: Duda Bairros/Vicar)

“Em Goiânia, sempre tive bons resultados, mesmo em outras equipes, em outros anos. Já que a primeira etapa foi lá, tivemos um carro muito bom. O Joselmo [Polenta] e eu fizemos várias análises sobre a corrida de Goiânia e as outras para tentar melhorar o máximo possível o carro e alguns detalhes da minha guiada”, salientou Zonta, que soma 198 pontos, 24 a menos na comparação com Thiago Camilo, ou 22, já descontando os descartes dos três piores resultados do ano até agora.

“Estamos indo para uma etapa decisiva, são muitos pontos em jogo, e pode direcionar para chegar a São Paulo com chances. Temos de fazer um fim de semana muito bom e coletar o máximo de pontos”, ressaltou o dono do Toyota Corolla #10.

Átila Abreu (Foto: José Mário Dias/Shell)

Átila Abreu, da Crown/Shell, também sempre foi bastante forte em Goiânia. Entretanto, o piloto sorocabano tenta ainda emplacar seu primeiro pódio em meio a uma temporada complicada. Antes da etapa do Velocitta, o piloto do Chevrolet Cruze #51 era um dos poucos pilotos a pontuar em todas as provas do campeonato. Entretanto, veio o abandono na segunda corrida em Mogi Guaçu, além de outras duas corridas em Curitiba sem completar.

Por isso, a ordem agora é buscar reverter o quadro num circuito onde Átila já conquistou quatro pódios na Stock Car. “Vamos para uma rodada tripla em Goiânia, pista que já andamos neste ano. Temos um trabalho bem grande para tentar reverter o jogo. A gente vinha numa briga pelo campeonato, mas a última etapa foi difícil, somamos poucos pontos. Precisamos buscar nosso pódio e vitória para tentar crescer novamente na tabela e chegar a São Paulo tentando disputar o título”, disse Abreu, em 14º no campeonato, com 131 pontos na tabela absoluta, sem considerar os descartes.

“Ainda temos os descartes, praticamente usamos todos na última etapa, então precisamos ir bem nas três corridas para ter chance de disputar o título na final em São Paulo”, ressaltou.

“Estamos fazendo um trabalho diferente no carro para tentar melhorar a velocidade de reta, nosso ponto fraco durante o ano, e também a frenagem. Não temos tanta exigência, então vamos tentar um trabalho diferente para achar um caminho”, complementou o interiorano.

Galid Osman (Foto: José Mário Dias/Shell)

Companheiro de equipe de Átila na Crown/Shell, Galid Osman marcou 19 dos 77 pontos que ostenta no campeonato em Goiânia no começo da temporada. O piloto paulistano, em 20º na tabela de pontuação, venceu pela segunda vez na carreira justamente no Planalto Central, em 2016. Agora, Osman aposta no retrospecto recente para virar o jogo e tentar reverter um problema que vem afetando também Abreu neste ano.

“É a etapa que mais estou esperando no ano porque a nossa melhor corrida em 2020 foi em Goiânia. Estou bastante esperançoso porque, na última etapa, estava tomando 5 km/h de reta dos outros pilotos, e isso nos atrapalhou muito, e a equipe prometeu trabalhar na velocidade. Além disso, vou com um novo motor para essa corrida, estou muito esperançoso”, afirmou.

Gaetano Di Mauro (Foto: José Mário Dias/Shell)

Por fim, Gaetano di Mauro, piloto da equipe KTF, tenta voltar à boa fase nesta reta final da temporada. Depois do quarto lugar obtido na corrida 2 em Cascavel, o jovem paulistano não completou nenhuma das outras cinco corridas seguintes.

“É legal ter mais uma etapa em Goiânia, bom repetir uma pista do calendário. Quando você volta para uma pista, consegue lembrar tudo o que fez durante o ano e corrigir os problemas. É uma pista muito boa. Corremos de Stock, Porsche, é uma pista que tivemos bastante contato neste ano. É uma pista em que estaremos bem fortes”, concluiu.

Stock Car volta para a Shell e suas rivais nos dias 21 e 22 de novembro, com duas etapas (uma no sábado, outra no domingo) em Goiânia. Após tais provas, os descartes serão aplicados na pontuação de forma oficial. O GRANDE PRÊMIO faz cobertura completa.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube