Massa analisa fim de corrida 2 e se prepara para “guiar dentro de uma sauna” na Stock Car

O calor de um carro da Stock Car é grande, e Felipe Massa já espera senti-lo, após tantos anos correndo de fórmula, quando disputar a categoria em 2021

Da última vez que guiou um Stock Car, em 2018, pouco sobrou: na última temporada, os carros mudaram completamente com a chegada da Toyota para acompanhar a Chevrolet. Assim, Felipe Massa já se prepara para estudar os detalhes do zero, incluindo o encontro com uma ‘sauna’, quando participar da categoria em 2021.

Massa vai correr pela Lubrax Podium a próxima temporada, que tem início em março, e analisou os detalhes que espera encontrar em seu novo carro, partindo para o mundo do turismo após tantos anos em fórmula, em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Felipe Massa vai correr a Stock Car 2021 (Foto: Rodolfo Buhrer/Lubrax Podium)

“Eu acho que tem muitos detalhes. Para você tirar o melhor do carro, você tem de conhecer o carro. Você tem de saber como frear, como guiar um carro de turismo. A gente viu que de 2019 para 2020 eles fizeram um carro completamente diferente. É um carro em que a temperatura dentro dele aumentou ainda mais”, comentou.

“Acho que me acostumar a guiar com 60°C, ou mais que isso, dentro do carro – e nem é pela parte física, essa não me incomoda, parei com a F1 mas treino todo dia fisicamente, faz parte do que quero para mim na saúde em geral -, guiar dentro de uma sauna, praticamente, é algo novo para mim”, seguiu Massa.

“E entender o carro: o jeito de frear é completamente diferente, não pode ser tão agressivo como em carro de fórmula. O tipo de traçado que você tem de ter com carro de turismo, que é diferente do fórmula”, completou o ex-piloto da F1 e da Fórmula E.

Felipe Massa vai correr a Stock Car em 2021 (Foto: Luís França/Vicar)

Além do carro em si, Massa enxerga o fim das corridas 2, apurado pelo GP, como algo que vai ser importante para que entenda na chegada à categoria: “Como piloto, acho muito mais legal. O fã está lá para acompanhar o evento. Isso traz uma importância muito grande na minha opinião, como fã.”

“E a importância da corrida no geral. Tantos pilotos não tinham condição de vencer a primeira e já preparavam o carro para a segunda. E, às vezes, tinha chance de vencer. Era uma estratégia diferente e isso não vai acontecer mais.”

“Vai ser uma corrida em que se você estiver bem, tem a chance de estar lá disputando. Se não estiver, não tem. Acaba sendo ainda mais difícil no quesito ser competitivo. Se não for, fica difícil. Muda para todos os pilotos, mas é maior para mim pois estou chegando à categoria. Mas estou motivado a fazer a Lubrax Podium ir para cima e ter um ano eficiente”, finalizou Massa.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube