Massa corre Stock Car com Campos na Lubrax Podium: “Ser o mais competitivo possível”

Felipe Massa quer estrear como piloto fixo da Stock Car da melhor forma possível. E conta com Julio Campos, parceiro na Lubrax, para isso: eles já pensam em andar no topo

Felipe Massa já havia confirmado seu retorno ao Brasil em 2021, para disputar a temporada completa da Stock Car. Agora, o público sabe por qual equipe e com qual companheiro: o ex-Fórmula 1 vai se juntar a Julio Campos na Lubrax Podium, com a estrutura da R. Mattheis.

Com a confirmação, Massa falou ao GRANDE PRÊMIO sobre o que espera de seu ano na Stock Car: ser competitivo. Além disso, explicou as razões para o retorno ao país, e comentou sobre o novo parceiro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Felipe Massa será parceiro de Julio Campos na Lubrax Podium (Foto: Luís França/Vicar)

“Sem dúvida essa volta ao Brasil já fazia parte dos meus pensamentos, mesmo quando eu encerrei minha carreira na Fórmula 1. O Brasil sempre foi um país do qual eu senti falta, de voltar para casa, e esse é o momento dessa volta. E, também, o momento de entrar em uma categoria que sempre fez parte de minha torcida, sempre acompanhei todos os campeonatos, desde que eu corria de Fórmula Chevrolet, que era junto”, comentou Massa.

“O nível da categoria, se bobear, é das mais disputadas que há. Acho que isso mostra o por que, também, eu resolvi aceitar essa oportunidade de fazer parte da Stock Car – ainda mais com tantas mudanças que estão acontecendo. TV aberta com a Band, SporTV junto, acho que outras mudanças que devem ocorrer durante os campeonatos próximos”, seguiu.

Sobre Campos, Massa lembrou da época de kart, na qual chegaram a correr juntos: “Então eu fico feliz em fazer parte dessa categoria, e fico super feliz em entrar nessa estrutura com a Lubrax Podium, ainda mais trabalhando junto com um cara que é um excelente piloto, um amigo, que fez parte do meu passado no kart.”

” Fizemos várias corridas juntos, na mesma equipe muitas vezes, até tive de acalmar o Julinho várias vezes. Acho que isso é um prazer, estar com ele, e espero que a gente consiga fazer um excelente trabalho com a equipe, com o desenvolvimento, para ter a alegria de ser o mais competitivo possível na Stock Car”, completou.

Julio Campos (Foto: Rodrigo Guimarães/MS2)
O que um pode aprender com o outro

Se Massa chega para estrear na categoria como titular, Campos tem anos e anos de disputa na Stock Car, inclusive brigando pelo título até o final em 2018 e 2019. Então, o GP questionou a ambos o que podem aprender com o companheiro. Tanto do lado mais experiente, como do “novato”, eles enxergam possibilidades.

“Do meu lado é tentar aprender o máximo o possível. O Julio tem muita experiência na Stock Car. Vai ser muito importante grudar nele, tirar o máximo de informação possível, até passar aqui que eu acho, o que eu tenho, vindo de outras categorias”, disse Massa.

“Trabalhando junto com a equipe, telemetria, qualquer tipo de situação para tentar entender a categoria o mais rápido possível, tentar entender o jeito de guiar o carro, o jeito de frear, o caminho perfeito para acelerar, onde ter paciência… Você precisa ser mais paciente, ainda mais pensando no tipo de carro que corri em minha carreira. Então acho que isso tudo faz parte deste trabalho que não só no começo, mas nas primeiras corridas. É uma categoria em que você vai dar poucas voltas e, de repente, já entrar numa classificação. Isso mostra a dedicação e o trabalho que terei pela frente até pegar a mão do carro”, concluiu.

“A gente teve um ano difícil ano passado, não conhecia ninguém na equipe, campeonato muito curto. Mas a Lubrax já estava comigo e entendeu pelo que passei ano passado: tivemos pódio, largamos em segundo, terceiro, ganhamos corrida 1. Então a gente teve muita velocidade ano passado, mas agora retorno para onde disputei títulos em dois anos, a R. Mattheis. É um lugar no qual fui vencedor e espero ser vencedor nesses próximos dois anos de contrato que temos. Vai ser muito bacana”, analisou Campos.

Julio Campos em ação em 2020 (Foto: Duda Bairros/Vicar)

“O Felipe vem para engrandecer. Tenho certeza de que ele vai começar rápido a trazer coisas boas de velocidade e desenvolvimento para o carro. Ele vai ter de diminuir o ímpeto, vai ter de aumentar a paciência para ter velocidade. O menos vai ser mais. E ele vai trazer coisas novas para nós. Vamos ver como ele faz certas coisas, como curvas, e tirar proveito”, seguiu, agora sobre Massa.

“Vamos nos adequar um ao outro, para levar essas duas versões ao carro em tomada de tempo, em corrida, na economia de pneus, é um carro pesado, um freio que às vezes não mantém o ritmo a corrida inteira. Todo esse tipo de trabalho que vamos fazer juntos, agora. É um cara que tem a velocidade, então rapidamente ela vai aparecer em vários detalhes da pista. E temos uma empresa gigantesca que temos orgulho em carregar, então com certeza vamos conseguir bons resultados”, completou.

A Stock Car começa sua temporada em março, sem local definido até o momento, no dia 28. Serão 12 etapas, divididas em 10 finais de semana.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube