Stock Car

Prestes a completar 47 anos, Barrichello vence em Goiânia e celebra: “Feliz de usufruir esse amor pela velocidade”

Rubens Barrichello é o líder da Stock Car, empatado com Daniel Serra, e chegou aos 102 pontos do momento após vencer a corrida 2 em Goiânia, no ultimo domingo (19). E ele, que completa 47 anos nesta semana, comemorou citando sua paixão pelo mundo da velocidade

Grande Prêmio, de Goiânia / FELIPE NORONHA, de Goiânia
Desde que teve a suspeita de AVC no começo de 2018, Rubens Barrichello cita como está grato por viver. E, se nesta semana completa 47 anos, a vitória na corrida 2 em Goiânia, e a consequente liderança na classificação da Stock Car (empatado em 102 pontos com Daniel Serra) vieram como presente.

Após o triunfo na capital goiana, mesmo palco em que venceu a Corrida do Milhão em 2018, o piloto comentou sobre como ainda se emociona ao vencer, mesmo chegando a esta idade. 

"É muito bom poder retribuir o carinho com uma vitória, pulando no meio do público, e chegando aos 47 anos... Estou muito feliz de poder usufruir desse amor e gosto que tenho pela velocidade, por guiar o carro. Estar com essa idade e competitivo é o mais importante", declarou. 
Rubens Barrichello (Foto: Luis França/Stock Car)
Ele também focou em elogiar o público de Goiânia, já que tem se dado bem na pista - seja no circuito misto, como no último final de semana, ou no anel externo: "Goiânia tem um traçado que merece que a gente corra aqui para sempre. Calor ajudar, ou chuva ajudar, fator climático pode ajudar ou piorar, mas é a mesma situação de todos. O que me faz ir para a frente é a comoção, a energia de Goiânia, que me faz lutar por coisas tão boas."

"Hoje consegui me resfriar bem, tinha água no carro, na última corrida eu fiquei muito debilitado (quando foi ao pódio no Velo Città, ficou sem água no #111). Agora já consegui fazer duas corridas fortes, treino bastante vindo para cá. Super feliz."
Rubens Barrichello (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Por fim, ele reforçou a ideia de que tem valorizado a vida desde o problema de saúde há pouco mais de um ano: "Para mim, a minha vida tem sido um renascer todo dia. Vale a experiência da vida, o agradecimento, as dificuldades, acho que a gente cresce todo dia com elas."

"Eu só posso estar agradecido todo dia por chegar nessa idade tão competitivo e com tanto carinho. Posso falar, se eu sair que nem um rockeiro e pular no meio do público, acho que eles não abrem, eles ficam ali. Isso é muito gratificante.", brincou, para concluir, Barrichello. 

A Stock Car retorna no final de semana de 8 e 9 de junho, em Londrina. GRANDE PRÊMIO cobre tudo 'in loco' com o repórter Felipe Noronha.