Vazio, mas fortes e bravos: Antoniazi descreve Hot Car após morte de Amadeu Rodrigues

Tuca Antoniazi, o único piloto da Hot Car em 2020, comentou ao GRANDE PRÊMIO o clima da equipe para as etapas de Curitiba da Stock Car após a morte de seu chefe, Amadeu Rodrigues, em acidente ocorrido há uma semana

A semana para a Stock Car se desenhava comum: viagem para Curitiba, track walk, treinos livres, classificações, corridas. Mas não: quis o destino que as etapas disputadas no autódromo paranaense fossem realizadas sob a aura da saudade. É que, no último sábado, Amadeu Rodrigues, chefe da Hot Car, faleceu em acidente de carro em Minas Gerais.

Assim, seria compreensível que a equipe de Amadeu não fosse para Curitiba, deixasse o tempo passar para se reorganizar. Mas não: com a cara e a coragem, as filhas Bárbara e Juliana, os mecânicos (presentes no acidente) e o piloto Tuca Antoniazi levaram a marca do chefe para o Paraná. Com que clima, porém?

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O caminhão da Hot Car em Curitiba (Foto: Luís França/Vicar)

Foi isso que o GRANDE PRÊMIO perguntou a Antoniazi, piloto que usualmente usa o #54, mas levará o #2 em seu carro nas etapas de Curitiba como homenagem a Amadeu, que usava tal número quando piloto.

“O clima aqui dentro da equipe é de um vazio… Porque, afinal de contas, era o Amadeu que tomava todas as decisões na Hot Car. Agora, vamos terminar de correr. Porque é o profissionalismo. Essa aqui é a Stock Car, e as meninas tomaram a decisão, na minha visão, acertada. Vamos terminar o campeonato porque temos um compromisso”, explicou.

“Para mim é bem difícil, porque foi o Amadeu quem me trouxe para a Stock Car, então é difícil não tê-lo conosco. Agora, sobre os mecânicos, é como a gente diz no Rio Grande do Sul: eles são fortes e bravos. Passaram por um acidente e menos de uma semana depois estão aqui trabalhando. Estão com roxos, machucado, mas aqui firmes e fortes. Não fugiram da luta”, seguiu.

Andreas Mattheis e a Ipiranga ajudando nos ajustes da Hot Car (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Sem o especialista da casa, porém, a Hot Car conta com ajuda, sem problema nenhum, para acertar seu carro para a pista curitibana, de volta à Stock Car após uma temporada de ausência. Assim, a Ipiranga, chefiada por Andreas Mattheis, colocou o carro de Antoniazi em sua garagem.

“E o clima, aos poucos, vai melhorando… O importante é ressaltar que tivemos uma ajuda grande do Andreas Mattheis no acerto do carro para Curitiba. Agora é seguir em frente, vida que segue. É lamentável, mas vamos terminar a temporada.”

“A ajuda foi fundamental para o acerto. O Amadeu que tinha todo o acerto, e nosso outro rapaz, que também sabia de todo o acerto, se machucou no acidente e não pôde vir. A ajuda da Ipiranga foi fundamental, nos deram os caminhos. Agora é conosco, estamos nos encontrando. Foi fundamental”, completou Antoniazi.

A Stock Car disputa duas etapas em Curitiba neste final de semana: no sábado, a corrida está marcada para 11h (de Brasília), com a classificação às 9h; no domingo, a primeira prova é às 11h, a segunda às 11h55. O GRANDE PRÊMIO faz cobertura completa.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube