Rinaldi vence corrida 2 após acidente de Sykes e bandeira vermelha na Catalunha

A corrida 2 do Mundial de Superbike neste domingo (19) foi marcada pelo grave acidente de Tom Sykes e pela vitória de Michael Ruben Rinaldi. Já Toprak Razgatlioglu ficou em segundo lugar, mas reassumiu a liderança do campeonato

Joan Mir ficou bem insatisfeito com o desempenho da Suzuki em San Marino (Vídeo: MotoGP)

A manhã deste domingo (19) foi um tanto caótica para a realização da corrida 2 do Mundial de Superbike, na Catalunha, com acidentes de Chaz Davies e Tom Sykes. Mas Michael Ruben Rinaldi, após as bandeiras vermelhas, conquistou a vitória após dura batalha contra Toprak Razgatlioglu, que agora volta à liderança do campeonato. O desempenho do italiano é mais uma amostra da ótima forma que a Ducati se apresentou, depois de ter ocupado os três lugares do pódio na corrida 1 do último sábado (18).

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O dia foi repleto de incidentes graves, no entanto. Durante a Superpole, Davies ficou de fora da segunda prova após colisão com Lucas Mahias — ele foi levado ao Hospital da Catalunha, onde foi diagnosticada uma contusão lombar, mas se encontra estável e consciente. Durante a prova, ocorreu mais uma bandeira vermelha. Tom Sykes colidiu também com Mahias na curva 1, na segunda volta da corrida. Com um resgate imediato, Sykes também foi levado ao Hospital da Catalunha, consciente. Lá, foi detectado um traumatismo craniano e concussão na cabeça. Ele passará por exames adicionais.

Após a paralisação, a prova foi retomada, mas agora sem novos acidentes. E Rinaldi logo assumiu a liderança da corrida, com Razgatlioglu em seu encalço. Jonathan Rea, até então líder do campeonato, tentava se aproximar, mas os pilotos faziam questão de manter distância para o britânico.

Toprak Razgatlioglu voltou à liderança do Mundial de Superbike (Foto: WSBK)

Ainda nem dá para saber se martírio acabou, mas Ricciardo deu lembrete de quem é
Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O piloto turco até foi capaz de ultrapassar Rinaldi para assumir a ponta, mas durou pouco tempo. Rinaldi, nas voltas finais, tomou a liderança de novo e assim permaneceu até os momentos finais. Com Razgatlioglu em segundo, Rea tentava alcançar o rival, quando Scott Redding — que garantiu mais uma Ducati no pódio —, Álvaro Bautista e Andrea Locatelli, na 18ª volta, conseguiram alcançá-lo e ocuparam o top-5. Por isso, Rea caiu para a sexta posição.

Fecharam o top-10: Garrett Gerloff, Axel Bassani, Michael van der Mark e Kohta Nozane. Este último fez sua estreia nesta nona etapa e já conseguiu figurar entre os dez primeiros colocados.

Razgatlioglu, por sua vez, soma agora 399 pontos, um a mais que Rea, que tem 398. Redding é terceiro colocado, mas ainda se mantém longe, com 339 tentos.

A décima etapa do Mundial de Superbike acontece no próximo fim de semana, entre os dias 24 e 26 de setembro, também na Espanha, mas em Jerez de la Frontera.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar