Martins aproveita grid invertido em corrida 2 acidentada e vence primeira do ano na Copa Truck em Londrina

Renato Martins venceu com folga a segunda corrida da Copa Truck em Londrina. Depois de superar Adalberto Jardim e Luiz Carlos Zapelini, só abriu vantagem para vencer pela primeira vez na temporada 2019

E deu Renato Martins na segunda corrida corrida da Copa Truck no circuito de Londrina. Neste domingo (2), o piloto da Volkswagen aproveitou a boa posição de largada, ultrapassou primeiro Luiz Carlos Zapelini, depois Adalberto Jardim e venceu com autoridade.
 
O experiente piloto cruzou a linha de chegada com 5s7 de vantagem para André Marques (Mercedes). Roberval Andrade se esquivou dos problemas e terminou em terceiro.
 
Adalberto Jardim liderou boa parte da prova e concluiu em quarto, enquanto o pole Zapelini completou o pódio no circuito Ayrton Senna.
 
Saiba como foi a segunda corrida da Copa Truck em Londrina
 
Luiz Carlos Zapelini largou na pole, mas não conseguiu se manter muito tempo na liderança. Adalberto Jardim foi para cima, colocou por dentro e assumiu a ponta com seu caminhão Ford.
 
Renato Martins fez o mesmo e empurrou Zapelini para terceiro. Enquanto isso, Wellington Cirino escapou no mesmo ponto de Leandro Totti na corrida 1 e deu um leve toque na barreira de pneus. Apesar disso, conseguiu retornar à pista, que seguia muito molhada. Já Djalma Fogaça deu adeus à disputa com problemas no seu Ford.
 
As condições climáticas não ajudavam. Débora Rodrigues escapou, e quase ao mesmo tempo, Roberval Andrade acabou tocando em Paulo Salustiano, que rodou e bateu no muro.
 
Mais atrás, Beto Monteiro e Roberval Andrade duelavam pelo quinto lugar. O #88 chegou a colocar de lado, mas Andrade jogou duro. Os dois deram um leve toque e Monteiro acabou indo para a grama.
 
Lá na frente, Adalberto Jardim se mantinha na liderança, mas com Renato Martins o seguindo bem de perto. Até que, restando 12 minutos para o fim da prova, Martins fez a ultrapassagem na reta principal. André Marques estava quase 5s atrás da dupla.
 
O #77, aliás, viu Andrade e Monteiro se aproximarem com perigo. Nono colocado, Jaidson Zini perdeu a freada no fim da reta e bateu seu Iveco na proteção de pneus. Mesmo com o caminhão bastante prejudicado, voltou à prova. Depois, se encaminhou para os boxes.
 
Monteiro, enfim, conseguiu ultrapassar Andrade e já sinalizava um ataque a Marques e Jardim. A chuva acabou amenizando, mas a pista seguia muito escorregadia.
 
Marques deixou Jardim para trás e já era segundo. Monteiro tentava a ultrapassagem, mas Jardim se segurava com bravura. Na tentativa no fim da reta, tocou Jardim e rodou. Conseguiu, porém, voltar à briga.
 
Com o toque, quem se aproveitou foi Andrade, que passou os dois e saltou para terceiro.
 
Lá na frente, Renato Martins tinha quase 8s de vantagem e foi tranquilo para a primeira vitória na temporada 2019.

Copa Truck, Londrina, corrida 2:
 
1. Renato Martins (Volkswagen), 13 voltas em 25min13s494
2. André Marques (Mercedes-Benz), a 5s759
3. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 7s054
4. Adalberto Jardim (Ford), a 18s413
5. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 25s129
6. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 25s688
7. Fabio Carvalho (Iveco), a 32s556
8. Clodoaldo Monteiro (MAN), a 35s191
9. Beto Monteiro (Volkswagen), a 43s614
10. Luiz Lopes (Iveco), a 1min00s221
11. Jaidson Zini (Iveco), a 1min02s841
12. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 1min46s108
13. Djalma Pivetta (Iveco), a 1 volta
 
Não completaram
João Maistro (Volvo), a 6 voltas
Paulo Salustiano (Volkswagen), a 10 voltas
Regis Boessio (Volvo), a 10 voltas
Djalma Fogaça (Ford), a 11 voltas
Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 12 voltas
Maikon Lauck (Mercedes-Benz), não largou
Fabio Fogaça (Ford), não largou
Leandro Totti (Mercedes-Benz), não largou
José Augusto Dias (Volkswagen), não largou
Felipe Giaffone (Iveco), não largou
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube