Truck

Monteiro segue dominante e vence tranquilo primeira corrida da Copa Truck em Campo Grande

Beto Monteiro manteve o 100% de aproveitamento e venceu a corrida 1 em Campo Grande. Terceiro no grid, o #88 não encontrou dificuldades para superar André Marques e depois Wellington Cirino para ficar com a vitória. Paulo Salustiano foi o segundo e Cirino completou o pódio

Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
Beto Monteiro segue em ótima forma em 2019. O piloto da Volkswagen, que venceu as duas primeras provas do ano, foi soberano mais uma vez, agora em Campo Grande, e venceu a primeira corrida do dia. Terceiro no grid, o #88 foi ganhando espaço sem fazer muito esforço.
 
Primeiro passou André Marques, e pouco tempo depois ultrapassou Wellington Cirino, o pole-position. Depois, foi abrir e receber a bandeirada com 7s7 de vantagem para Paulo Salustiano, o segundo colocado, que também foi um dos destaques da prova.
 
Cirino acabou não acompanhando o ritmo dos dois e terminou em terceiro, seguido pelo companheiro de equipe André Marques. Felipe Giaffone foi o quinto, seguido de Jaidson Zini com seu Iveco. Renato Martins foi o sétimo, Débora Rodrigues cruzou em oitavo. Régis Boessio foi o nono e Rogério Castro o décimo.
 
Saiba como foi a primeira corrida da Copa Truck em Campo Grande
 
O pole-position Wellington Cirino largou bem e manteve a ponta, seguido por André Marques e Beto Monteiro. As três primeiras posições estavam mantidas. Mas ainda na primeira volta, Monteiro deu o bote e fez a manobra sobre Marques, subindo para segundo.
 
Quinto colcado, Leandro Totti tinha a grade dianteira de seu Mercedes danificada, deixando a equipe nos boxes em sinal de alerta. Enquanto isso, Luiz Carlos Zapellini escapava da pista com seu MAN. Os cinco primeiros era Cirino, Monteiro, Marques, Salustiano e Totti.
 
Os dois primeiros se descolaram dos demais com três voltas completadas, e o #88 partiu para o ataque em busca da liderança. Cirino iniciou a defesa, mas não resistiu por muito tempo. Claramente mais veloz, o vencedor das duas primeiras provas do ano passou e já abriu ligeira vantagem. 
 
Nos boxes, Fábio Fogaça abandonava, e Roberval Andrade cumpria uma punição por passar acima da velocidade permitida pelo rada.
 
Totti foi para cima de Salustiano e subiu para quarto. Um pouco mais atrás, Felipe Giaffone, sexto colocado, não conseguia acompanhar o ritmo dos cinco primeiros. Tanto que Débora Rodrigues começou a procurar um espaço para a ultrapassagem. Salustiano recuperou a posição de Totti, que em seguida encostou com problemas no seu caminhão. Mesmo destino para Djalma Pivetta.
 
Débora perdeu rendimento e perdeu a sexta posição para Zapellini. E Salustiano superou Marques e chegou ao terceiro lugar. E não demorou para pressionar Cirino e pular para segunda. Lá na frente, Monteiro caminhava tranquilo para mais uma vitória.
 
Com cinco minutos para o fim, os dez primeiros eram Monteiro, Salustinao, Cirino, Marques, Giaffone, Jaidson Zini, Renato Martins, Rodrigues, Régis Boessio e Rogério Castro.

E ninguém foi páreo para Monteiro, que venceu a terceira corrida no ano e segue com 100% de aproveitamento.