Turismo

Farfus aproveita pole em corrida pouco movimentada e vence Copa do Mundo FIA GT em Macau

Augusto Farfus voltou a conseguir uma vitória em Macau. Na Copa do Mundo FIA GT, o brasileiro aproveitou a pole e controlou tranquilamente uma prova modorrenta para sair com o caneco
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Augusto Farfus venceu em Macau (Foto: BMW)

Augusto Farfus conhece mesmo o circuito de Macau. Vencedor na pista em 2009 nos tempos de WTCC, o brasileiro faturou, neste domingo (18), a Copa do Mundo FIA GT, em uma corrida em que tomou poucos sustos.
 
A prova foi marcada pela falta de ultrapassagens em basicamente todos os pontos da pista. Bem mais modorrenta que o normal, a corrida não teve de fato uma briga pela ponta, com Farfus sabendo controlar bem a vantagem para Raffaele Marciello no início e para Maro Engel no fim.
Augusto Farfus venceu em Macau (Foto: BMW)
O curitibano da BMW teve atuação bastante consistente no final de semana todo e era mesmo favorito ao triunfo. O grid, porém, tinha outros bons nomes. Além do segundo colocado Engel, o pódio teve também Edoardo Mortara, possivelmente o maior piloto dos últimos anos em Macau no turismo e, também, na F3.

“É a principal corrida de GT do mundo e fechamos o ano com chave de ouro. Tenho de agradecer a BMW por toda a força e confiança que me deram. Isso é resultado de um trabalho em equipe, pois nos preparamos muito bem. Foi uma corrida difícil porque a temperatura hoje subiu, a aderência da pista mudou e o carro não estava tão equilibrado quanto ontem. Os pilotos atrás estavam rápidos, então não podia ter nenhum erro, mas consegui fazer uma boa largada e manter a posição até o fim, para comemorarmos essa vitória e o título. Fiquei muito feliz também por ter sido um resultado especial para a despedida do Charly (Lamm), que é um grande amigo, e um profissional por quem tenho muita gratidão. Além disso, hoje faz exatamente 28 anos que comecei a correr, em 1990. Meu pai me deu uma moto e eu fiz minha primeira corrida, sem saber onde isso ia me levar. Agora, conquistei uma Copa do Mundo e isso é muito especial e emocionante. Só tenho a agradecer a todos que estiveram comigo nesta longa jornada”, disse o brasileiro.
Augusto Farfus levou a Copa do Mundo (Foto: BMW)
Earl Bamber levou a Porsche ao quarto lugar após uma corrida de classificação complicada. O melhor piloto da Audi foi Robin Frijns, que completou em quinto. 
 
Christopher Haase apareceu em sexto, seguido por Mathieu Jaminet e Dries Vanthoor. Após chegar a tocar na barreira de pneus, Marciello ainda conseguiu ser nono e Alexandre Imperatori fechou o top-10.