Campeã, Chadwick admite que “não gostava de dividir dados” na W Series

A inglesa reconheceu que não foi fácil ter de compartilhar seus dados para as outras pilotas da categoria. Entretanto, aos poucos foi entendendo que todas passavam pela mesma situação

Jamie Chadwick admitiu que demorou para se adaptar ao estilo de trabalho da W Series. Com todas as pilotas precisando dividir os dados de dentro do carro, a inglesa teve certa resistência no início do campeonato.
 
A competidora é a primeira campeã da categoria exclusivamente feminina. Nas seis etapas disputadas, conquistou duas vitórias e cinco pódios. Seu pior resultado foi um quarto posto na última corrida, em Brands Hatch.
Jamie Chadwick (Foto: W Series)
“Tínhamos experiências semelhantes. Então quando nos juntamos, era natural que tinha muita conversa e muita troca. Claro que era competitivo e ninguém necessariamente queria conversar muito no final de semana de corrida”, falou ao site oficial da W Series.
 
“Mas da maneira que a W Series trabalhava com a partilha de dados – tudo o que fazíamos no carro – não havia muito que manter em segredo. No início, achei difícil. Não gostava do fato de que todos poderiam ver e saber o que fazia, mas tive que me acostumar, é o mesmo para todos”, continuou.
 
“Enquanto não houve nenhum momento realmente desastroso para mim, encarei altos e baixos. Sofri muito para manter a força mental. Pessoalmente, o desenvolvimento foi o maior que já tive em minha carreira e acho que foi por ter compartilhado tudo”, concluiu.
 

 
Paddockast #56
QUEM VAI SER O PRÓXIMO BRASILEIRO NA F1?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora