Chadwick toma liderança em relargada e parte para vitória em Hockenheim na primeira corrida da W Series

Jamie Chadwick chegou a deixar a liderança escapar, mas manteve a compostura e reagiu após intervenção do safety-car. O primeiro pódio da história da W Series, primeiro campeonato 100% feminino, ainda teve Alice Powell a Marta García

A história da W Series, primeiro campeonato exclusivo para mulheres, começou neste sábado (4). Na corrida inaugural, quem levou a melhor em Hockenheim foi Jamie Chadwick: depois de perder a liderança na primeira volta, a britânica fez uso de relargada após safety-car para retomar terreno e encaminhar a vitória.
 
Chadwick, que largou da pole, caiu para segundo ao errar o ponto de freada no hairpin de Hockenheim. Sarah Moore tirou proveito e surgiu em primeiro enquanto uma pancada na parte de trás do pelotão envolvendo Emma Kimiläinen e Megan Gilkes trazia o safety-car. Jamie tomou a liderança pouco instantes após o carro de segurança deixar a pista, condição que seria mantida até o fim.
Jamie Chadwick vence a corrida inaugural da W Series em Hockenheim (Foto: W Series)

Alice Powell, que logo subiu para segundo, chegou a pressionar Chadwick nos primeiros 15 de 30 minutos de corrida. Não deu para tentar ultrapassagem, principalmente porque a segunda metade de prova teve Jamie disparando. Powell passou a se preocupar mais com Marta García, que viria a completar o pódio.

 
Beitske Visser cruzou a linha de chegada em quarto, com Sarah Moore completando o top-5. Fabienne Wohlwend, Miki Koyama, Tasmin Pepper, Gosia Rdest e Caitlin Wood completaram a zona de pontos.
 
Categoria suporte do DTM, a W Series volta à ativa dentro de duas semanas. A segunda das seis corridas da temporada 2019 acontece em Zolder, no dia 18 de maio.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube