F1
10/01/2018 11:37

Após deixar Red Bull, Kvyat ganha nova chance na Ferrari e vai assumir posto de piloto de desenvolvimento

E Daniil Kvyat conseguiu uma chance de ainda permanecer ligado à F1. Depois de ser sido desligado da Red Bull, o russo foi anunciado nesta manhã de quarta-feira (10) como piloto de desenvolvimento da Ferrari para a temporada 2018
Warm Up
Redação GP, de Curitiba

Se a Williams ainda reluta em confirmar sua dupla para a temporada 2018, a Ferrari vem encorpando seu grupo técnico e decidiu contratar Daniil Kvyat para o cargo de piloto de desenvolvimento. O russo de 23 anos foi dispensado pela Red Bull no ano passado e está à procura de nova chance no grid. Sem vagas disponíveis, agora passa a fazer parte do time de Maranello, que tem como dupla titular Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen.
 
A confirmação da contratação do piloto foi feita por meio das redes sociais da equipe italiana. Depois de performances decepcionantes com a Toro Rosso e também com a Red Bull, além de amargar dois grandes rebaixamentos, Kvyat vinha tentando encontrar um posto de titular e entende-se que chegou a se aproximar da Williams, mas a esquadra inglesa voltou sua atenção mesmo para Robert Kubica e, mais recentemente, Sergey Sirotkin. 
Daniil Kvyat (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Agora, o papel de desenvolvimento provavelmente vai implicar no trabalho no simulador e potencialmente em alguns testes, embora a Ferrari não tenha especificado as obrigações do novo funcionário.
 
Oriundo do programa de jovens pilotos da Red Bull, Daniil estreou na F1 na temporada 2014 pela Toro Rosso, sendo promovido no ano seguinte à equipe mãe, como substituto de Vettel, que havia decidido trocar os austríacos pela escuderia vermelha. Só que o desempenho acabou sendo aquém do esperado na temporada e meia que ficou por lá, e a esquadra das bebidas energéticas optou por trazer Max Verstappen para o seu lugar em 2016, já no GP da Espanha. O jovem, então, voltou para a esquadra de Faenza.
 
Kvyat ainda conseguiu se manter na equipe chefiada por Franz Tost até meados do ano passado, quando novamente foi dispensado. Pierre Gasly, então reserva, foi chamado para seu lugar nas etapas da Malásia e do Japão. Daniil chegou a voltar no GP dos EUA, mas a performance não o garantiu na vaga, que, por fim, perdeu na sequência.

Últimas Notícias
quarta-feira, 10 de janeiro de 2018
F1
F1
F1
F1
Rali
F1
F-E
MotoGP
terça-feira, 9 de janeiro de 2018
Endurance
Rali
Rali
F-E
Indy
Rali
F1
Galerias de Imagens
Facebook