F1
12/11/2017 15:34

Vettel passa Bottas na largada e vence fácil GP do Brasil. Hamilton dá show, sai de último e termina em quarto

Sebastian Vettel deu o bote e passou Valtteri Bottas no S do Senna logo após a largada e venceu fácil a penúltima etapa da temporada. Mas quem deu show mesmo foi Lewis Hamilton, que largou do pit-lane e, com atuação de tetracampeão, terminou na quarta posição, muito perto do pódio. Na sua despedida definitiva de Interlagos, Felipe Massa terminou em sétimo
Warm Up, de Interlagos / FERNANDO SILVA,  de Interlagos
 O lance capital da corrida: Vettel toma ponta de Bottas na largada (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Sebastian Vettel quebrou o jejum de mais de três meses sem vitória e voltou a vencer na F1. Com atuação perfeita, o alemão da Ferrari deu o bote para cima de Valtteri Bottas ainda na largada e ganhou a posição no S do Senna. Daí em diante, apesar da proximidade do finlandês, o fato é que Vettel não teve adversários e comemorou um triunfo fácil no GP do Brasil deste domingo (12). Mas quem deu show mesmo foi Lewis Hamilton. Soberbo e com uma performance de gala, de um autêntico tetracampeão mundial, o britânico largou do pit-lane e escalou o pelotão com propriedade, sem tomar conhecimento dos rivais. Nas voltas finais, depois de passar Max Verstappen, foi para cima de Kimi Räikkönen. O 'Homem de Gelo', porém, resistiu, e o pódio escapou por pouco para o britânico, que ainda assim foi muito aplaudido pelo público em Interlagos.

Em quarto, Hamilton foi seguido por Max Verstappen, da Red Bull, enquanto seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, fechou em sexto. Felipe Massa, na sua despedida definitiva de Interlagos como piloto de F1, foi o sétimo, à frente de Fernando Alonso, que completou um ótimo fim de semana. Com uma batalha bem acirrada no fim, Sergio Pérez não conseguiu passar os dois adversários, mas somou outros dois pontos. Nico Hülkenberg completou o top-10.
Sebastian Vettel teve uma atuação perfeita em Interlagos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Saiba como foi o GP do Brasil de F1 

Antes mesmo da largada, a Ferrari novamente se via em maus lençóis. Assim como aconteceu minutos antes do início do GP do Japão, a Ferrari de Kimi Räikkönen apresentou probemas, o que motivou uma pequena correria por parte da equipe italiana. Ainda assim, o 'Homem de Gelo' entrou no carro e se preparava para a prova. Assim como Lewis Hamilton, ainda nos boxes da Mercedes porque largou do pit-lane.

Vettel largou bem e tomou a ponta do pole Bottas por dentro, no S do Senna. Räikkönen manteve o terceiro lugar, seguido por Max Verstappen, Fernando Alonso e Felipe Massa. Mas a corrida teve seu primeiro momento de ação mesmo quando Romain Grosejan tocou Force India de Esteban Ocon, numa batida de franceses. O jovem ficou fora e abandonou pela primeira vez na temporada. Quem também ficou fora foi Stoffel Vandoorne, que tocou na Red Bull de Daniel Ricciardo depois de ter sido espremido e acertado por Kevin Magnussen, que também deixava a disputa. Que primeira volta! Safety-car na pista.

Com a entrada do safety-car, os pilotos tiveram de passar pelo pit-lane para a retirada de detritos da pista. A cronometragem registrava pit-stop a cada passagem dos pilotos, mas apenas Ricciardo, Grosjean e Pascal Wehrlein haviam feito verdadeiramente seus pit-stops.
Confusão na primeira volta motivou a entrada do safety-car (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Vettel manteve a dianteira na relargada, enquanto Kimi pressionava Bottas, mas o piloto da Mercedes se segurou em segundo. E Massa conseguia passar Alonso para assumir a quinta posição. Por sua vez, Hamilton já era o 13º colocado e dava pinta de que até mesmo o pódio era possível.

Com o desenrolar das primeiras voltas, Vettel abria vantagem para Bottas. E Hamilton já assumia um lugar no rol dos dez primeiros, escalando com competência o pelotão. Após a volta 10, o tetracampeão já passava as Renault de Carlos Sainz e Nico Hülkenberg para tomar o oitavo lugar, ficando apenas 12s5 atrás de Vettel. Ricciardo, que também vinha em recuperação, já era o 12º. Era um show dos dois em São Paulo.
Lewis Hamilton dá espetáculo em Interlagos com incrível prova de recuperação (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Lewis já era o sétimo depois de passar um aguerrido Sergio Pérez, que bem tentou seguir à frente, mas não pode fazer muito com o melhor conjunto da Mercedes. Hamilton fez a ultrapassagem por fora, no S do Senna. Ricciardo, por sua vez, já se colocava no top-10.

Vettel continuava à frente com 21 voltas. Não chegava a ser ameaçado por Bottas, mas o finlandês estava perto, 1s6 atrás. O show todo era de Hamilton, quinto colocado depois de não tomar conhecimento de Fernando Alonso e Felipe Massa. Sua cruzada pelo pódio estava em curso, enquanto Grosjean era punido em 10s por ter causado a colisão que custou a corrida de Ocon.

Depois que os ponteiros fizeram sua parada para troca de pneus, Hamilton assumiu a liderança da corrida na volta 30, ainda com os pneus macios com os quais largou. Vettel se segurou à frente de Bottas, enquanto Räikkönen vinha logo atrás, seguido por Verstappen e Ricciardo, com ótima recuperação. Massa aparecia como o 'melhor do resto', em sétimo, à frente de Fernando Alonso e Sergio Pérez. Hülkenberg aparecia em décimo.
Felipe Massa em Interlagos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Mais atrás, Lance Stroll tinha uma corrida sofrível em uma pista em que jamais havia corrido antes e só estava à frente de Brendon Hartley, que abandonou na volta 41.

Hamilton finalmente fez sua parada na volta 43, com Ricciardo realizando a troca de pneus na volta seguinte. Com os supermacios, Lewis voltou à pista em quinto, à frente de Massa e Ricciardo. Com cerca de 16s de frente para Vettel, o líder, o tetracampeão mostrava que o pódio era muito possível em São Paulo.

Com 15 voltas para o fim, Hamilton já se colocava 2s6 atrás de Verstappen. A briga pelo quarto lugar era iminente. Só que nem chegou a ser uma briga. Na volta 59, Lewis passou o holandês no fim da Reta Oposta para avançar mais um degrau rumo ao pódio. O próximo a ser batido era Kimi. E era só uma questão de tempo. Ainda mais virando um tempo monstruoso: 1min11s918.

Verstappen, com os pneus destruídos, voltava ao pit-lane para fazer mais uma parada, com a Red Bull espetando um jogo de supermacios em seu carro para ir até o fim. Lewis, por sua vez, estava cada vez mais perto de Kimi. Só que o finlandês resistiu no fim para fechar o domingo no pódio. O que nem assim invalida a enorme performance de Hamilton, muito aplaudido em Interlagos, assim como Felipe Massa, na sua despedida do GP do Brasil de F1.

F1, Interlagos, GP do Brasil, Resultado:
1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 71 voltas  
2   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes +2.762  
3   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari +4.600  
4   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes +5.468  
5   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer +32.940  
6   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer +48.691  
7   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes +1:08.882  
8   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda +1:09.363  
9   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes +1:09.500  
10   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault +1 volta  
11   55 Carlos SAINZ JR ESP Renault +1 volta  
12   26 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Renault +1 volta  
14   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari +1 volta  
14   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari +1 volta  
15   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari +2 voltas  
16   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes +2 voltas NC
17   28 Brendon HARTLEY NZL Toro Rosso Renault +35 voltas NC
18   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes +71 voltas NC
19   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari +71 voltas NC
20   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda +71 voltas NC
               
               
Recorde Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:08.322   11/11/2017
Melhor volta Max VERSTAPPEN HOL Red Bull 1:11.044   12/11/2017
GERAÇÃO PRIVILEGIADA

F1 TEM ÓTIMA CLASSE EM 2017. E É BOM DEMAIS VÊ-LA EM AÇÃO