Fora do Mundial de Endurance, BMW foca nos eSports e monta programa de pilotos através de simulador

No mesmo dia que a montadora anuncia que deixará de participar no WEC, retirando o modelo M8 GTE, a BMW também anunciou maior atenção ao eSports. Os alemães vão criam um novo programa de jovens pilotos através dos simuladores

Por conta de incertezas relacionadas ao regulamento técnico, a BMW anunciou que se retira do Mundial de Endurance. A marca alemã deixa de participar com o M8 GTE na competição, após um breve período de quase dois anos, entre 2018 e 2019. Agora, para atingir um  público alvo específico, o mais jovem, a montadora manifestou interesse em aumentar ainda mais a participação no mundo dos esportes eletrônicos, que tem crescido e despertado muito o interesse de empresas, categorias e outras montadoras, como a Porsche.
“Os simuladores de corrida fazem parte de um empolgante cenário do futuro para nós, e agora é oficialmente reconhecido como uma disciplina do esporte a motor”, apontou Jens Marquardt, diretor da divisão de automobilismo da BMW. “Temos um grande respeito pelos competidores destas corridas virtuais e queremos fortalecê-los ainda mais através da nossa experiência e tecnologia. Para isso, montaremos um programa que estará ligado ao atual programa de jovens pilotos da BMW Motorsport, elevando-o a um novo nível”, seguiu.

BMW M8 GTE foi adicionado recentemente ao catálogo de veículos da plataforma iRacing.com

O interesse da BMW no mundo das competições virtuais não é novidade. Entre os simuladores, a montadora já se faz presente há muitos anos e, recentemente, adicionou o mesmo modelo que compete na WEC, o ‘M8 GTE’ na plataforma iRacing. Isso pouco depois de fazer o mesmo no rFactor 2, juntamente do modelo GT3. Os dois simuladores são considerados ‘hardcore’ pelos entusiastas e atletas virtuais, devido a física de alto nível que pode ser encontrada nos dois títulos exclusivos na plataforma PC. Além disso, a equipe de eSports profissional, ‘Cloud9’ – que atua em diversos títulos de jogos como ‘Counter Strike’, ‘League of Legends’, entre outros – anunciou em março o patrocínio da BMW, que se junta a uma lista de parceiros de peso do time, que também conta com apoio de marcas como Puma e Red Bull.

Ainda não se sabe como a BMW vai montar a nova estrutura em torno do eSports. Mesmo assim, tomando a Porsche como exemplo recente, espera-se uma abordagem similar: tornando-se parceira dos estúdios que já possuem veículos de competição digitalizados e iniciando novos torneios que possam atingir um cobiçado público em escala mundial.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube