4º, Gasly vibra, mas reconhece “noite longa” dos mecânicos após batida no TL2

Pierre Gasly sai satisfeito com o quarto lugar que foi buscar na classificação do GP da Alemanha. O piloto francês aproveitou o buraco deixado pela Ferrari e foi buscar a melhor posição de largada na temporada, mas sem esquecer dos trabalho dos mecânicos na sexta-feira

A temporada não está fácil para Pierre Gasly, mas o piloto francês conseguiu um bom dia para chamar de seu na manhã deste sábado (27): vai largar na quarta colocação do GP da Alemanha. Após a batida forte do treino livre, um contra-ataque e tanto para colocar a temporada de volta nos trilhos.
 
Gasly batera no final do TL2 da sexta-feira, danificou o carro consideravelmente e obrigou a Red Bull a trabalhar praticamente por toda a noite até que a máquina voltasse às condições de pista. Por isso, agradeceu ao esforço do time enquanto praticamente pedia desculpas mais uma vez.
 
"Estou feliz com a segunda fila, especialmente depois do que aconteceu ontem. O pessoal teve uma noite muito longa, nunca é bom vê-los trabalhando assim. Precisamos focar na corrida de amanhã", afirmou.
Pierre Gasly (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Apesar do P4 – facilitado, é verdade, pelos problemas com os dois pilotos da Ferrari -, o francês acredita que tem mais a tirar do carro.

 
"Ainda acho que podia fazer mais. Não fui muito bem na curva oito – perdemos tempo ali, mas no geral as coisas estão dando certo. O Q2 foi forte e o Q3 foi bom", finalizou.
 
O treino classificatório do GP da Alemanha acontece logo mais, a partir das 10h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Paddockast #26
Acidentes que alteraram carreiras

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube