5 coisas que aprendemos no lançamento do C44, novo carro da Sauber para F1 2024

O C44, da Sauber, foi o primeiro carro apresentado de fato. É claro que não totalmente, ainda com coisas escondidas, mas temos um carro — e dos mais arrojados — na F1 2024

O lançamento da Sauber foi o primeiro que realmente valeu a pena na F1 2024. Ainda que não tenha sido a revelação completa do que vai ser visto nas pistas, o C44 surgiu nesta segunda-feira (5) arrojada, não apenas na bela pintura preta e verde, mas nas linhas e conceitos adotados.

A sensação que a apresentação do carro deixou é de um distanciamento cada vez maior da Sauber para a Ferrari, longe do que rolava nos tempos de Alfa Romeo, muito mais na linha de quem, realmente, quer um novo rumo com a Audi, em 2026. E o GRANDE PRÊMIO traz cinco coisas sobre o evento da Sauber:

A pintura indica que ao menos não esqueceremos que a Sauber existe

Se no ano passado a brincadeira era dizer que a Alfa Romeo parecia uma ‘equipe zumbi’, que várias vezes era esquecível e coisas do tipo, ao menos a Sauber deve fugir disso. É que, mesmo que o time não tenha nenhuma performance, como você vai esquecer um carro tão diferentão? A pintura arrojada e verde e preto realmente já garante um destaque. Falta todo o resto.

Não é só pintura: C44 é ousado como um todo

Agora falemos mais sério aqui na nossa análise. O C44 pode dar totalmente errado, é do jogo, mas foge do comum, sai da zona de conforto. Além da pintura, o carro também tem linhas arrojadas, formas, novidades em sidepod, na suspensão. A ver como chega no Bahrein, mas bacana de ver.

A Sauber mudou sua identidade visual para a temporada 2024 (Foto: Sauber)

Projeto de James Key para 2024 indica nova direção já olhando para Audi

Entregaram a chave da fábrica para o novo diretor-técnico, o experiente James Key. E isso é um sinal de uma Sauber, Kick Sauber, Stake, enfim, o que for, cada vez mais Audi e menos Alfa Romeo. É um projeto com personalidade, não há como negar. E a primeira grande cartada do CEO Andreas Seidl também, como não?

Mais Red Bull e McLaren, menos Ferrari: novo indicativo de foco no futuro

A saída proposta por Key é de uma Sauber olhando muito mais para as rivais do que para a ainda parceira Ferrari. O afastamento finalmente vai rolando, é pegar o motor até 2026 e nada mais do que isso, basicamente. O próprio conceito novo de suspensão é de McLaren e Red Bull. Uma nova equipe e, outra vez, bem mais Audi que Alfa Romeo.

Novidades, carro todo novo, mas cautela total com resultados

A quase que revolução técnica da Sauber é bacana, necessária, mas os próprios dirigentes do time admitem que os resultados podem demorar consideravelmente. A tendência é o time brigando na parte baixa da tabela de novo, não tem como ser muito diferente. O ponto é: precisa ter evolução e, especialmente, passar a sensação de que as coisas vão chegar relativamente decentes para a Audi entrar na F1.

A temporada de lançamentos de carros segue firme e forte. Depois da Haas, da Williams e da Sauber, a semana de eventos continua com Alpine RB. Os franceses chegam primeiro, já nesta quarta-feira (7).

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.