À beira do desemprego, Ocon isola frustração e diz que “vai lutar de novo” com rival Verstappen na F1

Esteban Ocon não está preocupado quanto às novas páginas da rivalidade com Max Verstappen na F1. Ainda que o holandês esteja de contrato renovado num time de ponta e ele quase sem vaga para ser titular, o futuro, ele crê, guarda novos duelos

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

A situação de Esteban Ocon é praticamente impossível para 2019. Sem vagas no horizonte – a não ser que a Williams mude o foco de sua procura -, a tendência é que o francês seja piloto de testes da Mercedes na temporada vindoura. Enquanto isso, o grande rival dele nos tempos das categorias de jovens, Max Verstappen, ganha corridas e impressiona num time grande. Mas Ocon mostra serenidade com relação ao assunto. 

 
Durante entrevista realizada em Interlagos, na última quinta-feira (7) e onde o GRANDE PRÊMIO esteve presente, Ocon, que estava abatido, soube sair da frustração para responder sobre Verstappen. O francês mostra tranquilidade. Segundo ele, é questão de tempo até que a briga entre os dois aconteça para valer no grid.
 
"Nós vamos lutar juntos no futuro, não estou preocupado", afirmou.
 
"Quando ele chegou à F1, pensei: 'Calma, sua hora vai chegar, você vai entrar na F1 se trabalhar duro'. E isso aconteceu. Eu acredito em trabalhar e dar tudo que eu tenho. Acredito no futuro e que vamos lutar na pista novamente", encerrou. 
Esteban Ocon (Foto: AFP)

Ocon e Verstappen rivalizaram na temporada 2014 da F3 Europeia. Naquela oportunidade, Ocon foi campeão, com 478 tentos contra 411 de Verstappen, que fazia seu primeiro campeonato nos monopostos. A diferença de idade dos dois é de apenas um ano, com Ocon mais velho. Mesmo assim, foi Verstappen, considerado a grande joia do esporte a motor, quem subiu para a F1 em 2015. Demorou um ano e meio para que Ocon, pela nanica Manor, chegasse. 

 
Os dois tiveram um crescimento importante em tempo curto, mas Verstappen se aproveitou de uma situação incerta na Red Bull para beliscar a vaga, enquanto a Force India permitiu a Ocon dois anos de muitos pontos, mas sem briga pelo topo do pelotão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube